2023 será um ano difícil para economia mundial, alerta diretora do FMI

1 year ago 77

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, compartilhou as previsões do FMI sobre a economia mundial em entrevista à CBS, exibida no domingo.

Georgieva afirmou:

“Isso é o que vemos em 2023. Para a maior parte da economia mundial, este será um ano difícil, mais difícil do que o ano que deixamos para trás. 

Porque? Porque as três grandes economias, EUA, UE e China, estão desacelerando simultaneamente.

Os EUA são mais resilientes. Os EUA podem evitar a recessão. Vemos o mercado de trabalho continuando bastante forte. 

Isso é, no entanto, uma bênção mista, porque se o mercado de trabalho estiver muito forte, o Fed pode ter que manter as taxas de juros mais apertadas por mais tempo para reduzir a inflação.

A UE foi severamente atingida pela guerra na Ucrânia. Metade da União Europeia estará em recessão no próximo ano. A China vai desacelerar ainda mais este ano.

O próximo ano será um ano difícil para a China. E isso se traduz em tendências negativas globalmente.”

Segundo Georgieva, as economias em desenvolvimento devem passar por problemas econômicos ainda mais graves:

“Quando olhamos para os mercados emergentes nas economias em desenvolvimento, o quadro é ainda pior. Porque? Porque, além de tudo, são atingidos pelos juros altos e pela valorização do dólar. Para as economias que têm alto nível disso, isso é uma devastação”, alertou.

Read Entire Article