Adidas planeja próxima venda de estoque dos tênis Yeezy em agosto

10 months ago 62

Por Matthias Williams e Helen Reid

LONDRES (Reuters) – A Adidas venderá mais de seu estoque de produtos Yeezy em agosto, disse a empresa nesta sexta-feira, reiterando a promessa de doar parte dos lucros a grupos que lutam contra a discriminação, sem mencionar o quanto doaria.

A Adidas parou de vender os tênis Yeezy e abandonou a colaboração com seu designer, o rapper Ye, antes conhecido como Kanye West, no final do ano passado, depois que o artista fez uma série de discursos antissemitas em entrevistas e nas redes sociais.

Ebook Gratuito

Análise de Balanços

Cadastre-se e receba um ebook que explica o que todo investidor precisa saber sobre os resultados das empresas

Mas, à medida que seu grande estoque de tênis Yeezy pesava sobre o negócio, a Adidas começou a vender os calçados altamente lucrativos novamente no final de maio, e sua popularidade duradoura, apesar da queda de Ye, ajudou a reduzir o prejuízo projetado da empresa para o ano.

“Como comunicado anteriormente, a Adidas doará uma quantia significativa para organizações selecionadas que trabalham para combater a discriminação e o ódio, incluindo racismo e antissemitismo”, disse a Adidas em comunicado.

Embora os discursos antissemitas tenham custado a Ye seu agente de talentos e parcerias com a Gap, Balenciaga e também com a Adidas, os tênis Yeezy continuam sendo procurados e são vendidos a preços altos em sites de revenda.

A Adidas afirmou que o lançamento de agosto incluirá alguns dos designs mais populares, incluindo o Yeezy Boost 350 V2, 500 e 700, bem como o Yeezy Slide e Foam Runner.

A Adidas já vendeu 100 milhões de euros em estoque de seus tênis Yeezy até o momento, de acordo com analistas do Deutsche Bank, e eles afirmaram que o risco de uma baixa contábil do estoque agora é “remoto”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Read Entire Article