Advogado de marcas registradas prevê batalhas jurídicas de milhões de dólares com mudança do Twitter para X

9 months ago 64

De acordo com Josh Gerben, a plataforma de mídia social pode ser alvo de processos judiciais relativos à mudança de sua marca por anos, com custos que podem chegar a milhões de dólares.

Advogado de marcas registradas prevê batalhas jurídicas de milhões de dólares com mudança do Twitter para X

Josh Gerben, um advogado de marcas registradas da Gerben Intellectual Property, sugeriu que a empresa anteriormente conhecida como Twitter poderá gastar mais de US$ 100 milhões para lidar com litígios resultantes da mudança de sua marca para X.

Em uma thread publicada em 25 de julho sobre o X, Gerben previu que os processos contra a empresa relacionados à violação de marcas registradas poderiam ser abertos nos tribunais dos Estados Unidos "nas próximas semanas." As batalhas jurídicas podem ainda se estender ao cenário internacional, causando "problemas muito grandes" que provavelmente se estenderão por anos. Empresas sediadas nos Estados Unidos, como a Microsoft e a Meta, já possuem marcas registradas "X" semelhantes para diferentes produtos e serviços, e muitas outras podem ter motivos para entrar com uma ação judicial contra a X.

"Deixar de lado um ativo tão valioso [o pássaro azul] em favor de uma nova marca registrada não tem precedentes na história", disse Gerben. "Se Elon tivesse ficado com a marca Twitter, sua empresa provavelmente não gastaria um centavo para justificar sua marca registrada em praticamente qualquer coisa que ele quisesse fazer com a marca."

O ex-CEO do Twitter, Elon Musk, anunciou a mudança da marca em 23 de julho, com a substituição do icônico pássaro azul da empresa por um logotipo "X" em preto e branco. A X Corp é a empresa controladora do Twitter, e foi criada por Musk em março. A barra de pesquisa da plataforma ainda exibe seu antigo homônimo no momento da publicação, assim como o botão azul "tweet" e o contador de retweets.

Muitos usuários da plataforma criticaram a mudança de marca por não ter sido bem planejada. O próprio Musk não conseguiu dar uma resposta definitiva sobre o novo nome para a função de retweet em uma thread de 24 de julho. Ele também deu a entender que no futuro os usuários deverão concentrar "todas as suas operações financeiras" na plataforma da X, com planos de oferecer serviços que englobem "metade do sistema financeiro global."

A medida é a mais recente controvérsia de uma das maiores plataformas de mídia social do mundo. Musk assumiu o Twitter em outubro de 2022 após um acordo de US$ 44 bilhões, demitindo posteriormente membros da equipe executiva da empresa e eliminando gradualmente o sistema de verificação da plataforma – marcas de verificação azuis – em favor de diferentes opções pagas.

Embora Musk tenha substituído brevemente o logotipo do Twitter para o do shiba inu do Dogecoin (DOGE) em abril, muitos usuários da plataforma especularam na época que a decisão era apenas temporária. Com a mudança de marca para X, o logotipo da empresa em sua sede física em São Francisco poderá em breve mudar de um pássaro para uma letra:

After 17 years with the iconic blue bird logo, billionaire Elon Musk had the Twitter sign removed from the San Francisco, California headquarters as the social media company rebrands to X. https://t.co/ZJdgeOV3uV pic.twitter.com/UIie1S5T1j

— CBS News (@CBSNews) July 25, 2023

Depois de 17 anos com o icônico logotipo do pássaro azul, o bilionário Elon Musk mandou remover o letreiro do Twitter da sede da empresa em São Francisco, Califórnia, à medida que a empresa de mídia social mudava sua marca para X

Sob o comando de Musk, a receita de publicidade do Twitter nos EUA teria caído cerca de 59% de abril a maio em comparação com o mesmo período de 2022. Linda Yaccarino, ex-executiva da NBCUniversal, assumiu o cargo de CEO da empresa em maio. Musk, por sua vez continua a participar ativamente do site de mídia social.

LEIA MAIS

Read Entire Article