Algumas celebridades se queimaram e outras saíram ilesas endossando as criptomoedas em 2022

1 year ago 81

As celebridades tiveram um ano turbulento promovendo empresas e projetos de criptomoedas em 2022.

Muitos foram citados em ações judiciais por suposta promoção de projetos fracassados, enquanto outros foram implacavelmente ridicularizados nas redes sociais por seu envolvimento com a indústria.

De estrelas de cinema a atores de televisão, de estrelas do esporte a músicos, muitas celebridades podem ter se arrependido de seus acordos de patrocínio no ano passado, embora isso não queira dizer que não haja exceções.

Quem se queimou?

Em fevereiro do ano passado, o comediante americano Larry David, co-criador da série de televisão Seinfeld, apareceu em um comercial da agora extinta exchange de criptomoedas FTX durante o Super Bowl. A peça encorajava os usuários a não “perder a próxima grande novidade”.

Desde então, David foi citado em uma ação coletiva que alega que ele, junto com outras celebridades, promoveu a FTX para investidores não sofisticados sem realizar nenhuma diligência sobre os negócios da empresa.

Ele e outras celebridades também estão sendo investigados pelo Conselho de Valores Mobiliários do Texas em relação aos pagamentos que receberam da FTX por terem vinculado sua imagem à exchange.

Enquanto isso, a estrela de cinema conhecida por seu papel na série de filmes “Identidade Bourne, Matt Damon, continua a ser ridicularizado por sua participação na campanha promocional de US$ 100 milhões da exchange Crypto.com.

Damon foi até satirizado pela série animada South Park na estreia da 25ª temporada da série de animação em fevereiro de 2022.

If you bought $1,000 of bitcoin the day Matt Damon's "Fortune favors the brave!" commercial came out, it would now be worth $375 pic.twitter.com/rp5IdjBD3m

— Jon Schwarz (@schwarz) June 13, 2022

Se você comprou US$ 1.000 em bitcoin no dia em que Matt Damon disse "A sorte favorece os corajosos!" em um comercial de TC, agora você tem US$ 375

— Jon Schwarz (@schwarz)

No mundo esportivo, a tenista japonesa Naomi Osaka assinou contrato para ser embaixadora da FTX em 21 de março.

Como o co-criador de Seinfield, Osaka também é citada em um processo junto com outras celebridades de alto perfl que endossaram a FTX, incluindo as lendas do basquete Shaquille O'Neal e Stephen Curry, e o quarterback da NFL Tom Brady.

O boxeador profissional Floyd Mayweather também foi arrolado em um processo de promoção de criptomoedas em 2022 pelo endosso do EthereumMax, embora o processo tenha sido rejeitado por um juiz federal em dezembro.

Clique em “Collect” abaixo da ilustração no topo da página ou neste link.

No mundo da música, o rapper americano e artista de hip hop Snoop Dogg foi nomeado em uma ação coletiva por supostamente promover tokens não fungíveis (NFTs) da coleção Bored Ape Yacht Club, junto com outros músicos, incluindo Madonna, Justin Bieber, Post Malone e o DJ Khaled.

Quem se safou dessa

Curiosamente, nem todos os endossos de celebridades a empresas de criptomoedas foram vistos de forma negativa, nem atraíram o escrutínio de advogados em ações coletivas.

Em 30 de junho de 2022, a Binance anunciou que havia contratado a popular personalidade do TikTok, Khaby Lame, como embaixador.

O acordo foi visto como positivo para o setor cripto, já que o acordo faz parte da missão da Binance de aumentar a conscientização e a adoção do Web3 em todo o mundo.

O músico e DJ Steve Aoki saltou para o mundo dos NFTs com fantasy sports e o site de apostas esportivas DraftKings anunciou o hitmaker como o embaixador da marca em seu marketplace de NFT.

O rapper americano Eminem se apresentou ao lado de Snoop Dogg durante o VMA para apresentar a faixa NFT "From The D 2 The LCD", estrelando o metaverso Otherside e os NFTs Bored Ape.

No mundo esportivo, David Beckham se tornou o embaixador global da empresa blockchain DigitalBits, e lançando sua própria coleção de NFTs no processo.

Ele parece ter escapado de quaisquer acusações de irregularidades, apesar dos fundadores da DigitalBits estarem sendo processados por um investidor por supostamente “desviar o dinheiro necessário para o desenvolvimento” para acordos esportivos caros e viagens de luxo, de acordo com uma reportagem publicada em janeiro de 2022 no The New York Times.

Enquanto isso, o lendário jogador de futebol Lionel Messi fechou acordos com a exchange Bitget, sediada em Singapura, a plataforma de fantasy games Sorare e a empresa de fan tokens Socios.com.

A incursão de Cristiano Ronaldo no universo cripto também parece ter sido aprovada pela comunidade. O jogador português está trabalhando com a Binance no lançamento de uma coleção de NFTs exclusiva que oferecerá aos colecionadores a chance de receber benefícios como uma mensagem pessoal de Ronaldo e produtos autografados.

LEIA MAIS

Read Entire Article