Alta do Bitcoin faz Satoshi Nakamoto figurar entre os 25 mais ricos do mundo

1 month ago 42

Siga o CriptoFacil no Google News CriptoFacil

O ano de 2024 está se revelando como um período próspero para a valorização do Bitcoin, com seu valor de mercado ultrapassando a marca de US$ 1 trilhão, posicionando a criptomoeda como o décimo maior ativo do mundo em valor de mercado geral.

Essa alta de preço impulsionou significativamente o patrimônio líquido do misterioso criador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto, elevando o valor das holdings do inventor em quase US$ 9 bilhões nos últimos dois meses.

Acredita-se que, após a criação da rede Bitcoin, seu fundador, Satoshi Nakamoto, tenha minerado a moeda digital, acumulando entre 1 e 1,1 milhão de BTC. O consenso entre a maioria das estimativas sugere que Nakamoto provavelmente reuniu cerca de um milhão de moedas.

Possuir um milhão de Bitcoins coloca o patrimônio líquido de Nakamoto em aproximadamente US$ 51,56 bilhões. Com disso, se Nakamoto fosse incluído na lista de bilionários em tempo real da Forbes, o criador do Bitcoin seria o 25º indivíduo mais rico globalmente.

A fortuna de Nakamoto coloca o inventor logo abaixo de Julia Koch, Charles Koch e sua família, que construíram sua riqueza por meio da Koch Industries, um conglomerado estabelecido em 1940 por Fred Koch.

Em 25 de fevereiro de 2024, Julia e seus parentes possuem uma fortuna de US$ 61 bilhões, enquanto Charles e seus herdeiros comandam US$ 55,7 bilhões.

O criador do Bitcoin está acima de Colin Huang, também conhecido como Huang Zheng, o 27º indivíduo mais rico do mundo. As riquezas de Huang derivam de seu sucesso empreendedor na China, onde lançou o Pinduoduo, a principal plataforma de comércio eletrônico focada em agricultura do país.

Satoshi Nakamoto um dos mais ricos do mundo

Apesar de o inventor do Bitcoin não ter todos os um milhão de Bitcoins em uma única carteira, as holdings de Nakamoto estão dispersas entre milhares de carteiras. Teoricamente, se Nakamoto estivesse ativo e pudesse acessar esses ativos, o criador teria muito mais ativos líquidos do que muitos na lista de bilionários em tempo real da Forbes, incluindo Elon Musk.

Este cenário sugere que, embora outros membros da lista da Forbes possam ter um patrimônio líquido maior do que Nakamoto, eles não têm o mesmo nível de liquidez. Em teoria, Nakamoto poderia mobilizar esses ativos rapidamente.

Até hoje, a verdadeira identidade de Nakamoto permanece um mistério, e o pioneiro do blockchain não gastou um único satoshi da reserva de um milhão de Bitcoins.

Existe a possibilidade de que Nakamoto não esteja mais vivo, com as moedas permanecendo inativas na ledger indefinidamente.

A dormência contínua dessas moedas por mais de uma década sublinha a possibilidade de que os Bitcoins de Nakamoto nunca sejam gastos. No entanto, essas moedas permanecem eternamente ligadas ao nome e legado de Nakamoto, e é concebível que o criador do Bitcoin possa eventualmente emergir como a pessoa ou entidade mais rica do mundo.

Siga o CriptoFacil no Google News CriptoFacil

Read Entire Article