Após Genesis, outra exchange ameaça repetir destino da FTX e coloca três tokens em risco

1 year ago 78

A saúde da exchange Huobi, a 15ª maior do mercado, segundo o CoinMarketCap, pode não estar muito boa, indicam consultados via blockchain nesta sexta-feira (6).

A corretora experimentou saques na ordem de US$ 64 milhões nas últimas 24 horas, elevando sua contagem de resgates semanais para mais de US$ 100 milhões, de acordo com informações da casa de análise Nansen.

Sua rival Kraken, para efeito de comparação, registrou apenas US$ 22 milhões de saques no mesmo período.

De acordo com a Nansen, as retiradas mais altas foram das stablecoins Tether (USDT) e USD Coin (USDC), além da criptomoeda Ethereum (ETH). Antes do movimento, o saldo de stablecoins da Huobi estava em US$ 681 milhões, com uma queda de 9,5% em uma semana.

É importante lembrar que, pouco antes do colapso da FTX, em novembro do ano passado, a exchange passou por um alto volume de saques de usuários até que plataforma bloqueou totalmente as retiradas.

“A Huobi parece estar muito vulnerável no momento”, disse Ki Young Ju, CEO da empresa de análise CryptoQuant.

Ju observou que as reservas de Bitcoin (BTC) da Huobi caíram 90% no ano passado, enquanto as da Binance mais que dobraram. Os endereços de usuários ativos da Huobi também reduziram significativamente, de acordo com a CryptoQuant.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A atividade dos usuários na Huobi caiu 44 vezes em relação ao pico de maio de 2019, e é 20 vezes menor do que a registrada pela Binance em 3 de janeiro de 2023”, afirmou a empresa em um relatório compartilhado com o CoinDesk.

Uma preocupação particular durante esse teste de estresse é a integridade do token Huobi (HT).

A CryptoQuant apontou em um relatório recente que a Huobi, entre todas as exchanges, tem o que chama de reservas “mais sujas”, pois é a que mais dependente de seu token nativo. As corretoras OKX e Deribit têm as reservas mais limpas, segundo o levantamento, com tokens próprios não ocupando espaço nas reservas.

A Nansen observa que a Huobi detém 81% da oferta circulante de tokens HT, ou 131,6 milhões de 162,2 milhões.

De acordo com os dados do agregador CoinGecko, o token teve um volume de negociação de apenas US$ 21 milhões em 24 horas, em comparação com um valor de mercado de US$ 770 milhões.

O tamanho da oferta (a capacidade do mercado de absorver ordens sem impactar o preço do título) de 2% também permanece comparativamente estreita, de acordo com dados do agregador CoinGecko, quando comparada com outros tokens de valor de mercado semelhante.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A diretora de pesquisa da Kaiko, Clara Medalie, apontou que esse cenário é um grande sinal de alerta de que pode ocorrer com o HT o mesmo que aconteceu com o FTT, da FTX.

Nesta sexta, a Huobi também divulgou que reduzirá o número de funcionários em 20% e exigirá que eles recebam seus salários em stablecoins. Também fechou os canais internos de comunicação da equipe para impedir uma “rebelião”, de acordo com relatos no Twitter.

Movimentações e quedas

Em meio à instabilidade, Justin Sun, que faz parte do conselho consultivo da Huobi, enviou US$ 100 milhões para a corretora.

A empresa de pesquisa on-chain Look On Chain disse que as carteiras de Sun retiraram US$ 100 milhões em USDC e USDT da Binance, e os dados da plataforma Etherscan mostram que os recursos estão sendo transferidos para Huobi.

Nesta sexta, Sun afirmou, via Twitter, que a chave para o “sucesso” da Huobi é “ignorar o FUD (sigla em inglês que significa medo, incerteza e dúvida) e continuar construindo”.

O preço do token TRX, da blockchain Tron, criada por Sun, também foi afetado pela possível falta de saúde da corretora Huobi, e caiu quase 8% nas últimas 24 horas.

O preço está acima de um nível de suporte de 5 centavos e, se cair abaixo disso, podem desabar para 3 centavos, aponta análise do grafista Glenn Williams.

Já a stablecoin USDD, que roda na rede Tron, caiu 3 centavos, perdendo sua paridade com o dólar americano. O movimento fez com que o valor bloqueado nos aplicativos descentralizados (DeFi) baseados em Tron caísse 2%, mostram os dados da plataforma DeFiLlama.

Descubra por que a queda da Bolsa representa uma rara oportunidade e veja 6 ações incrivelmente baratas para comprar hoje

Read Entire Article