Baleia de bitcoin movimenta R$ 1 bilhão e paga taxa ridícula

1 year ago 95

Uma baleia do bitcoin moveu R$ 1 bilhão na noite da última sexta-feira (6), pagando uma taxa de apenas R$ 6,22 pela transação, confirmada rapidamente na rede da moeda digital.

O horário da confirmação do bloco 770737 ocorreu às 21:29 horas (UTC), ou 18:29 horas do horário de Brasília.

Em bitcoin, o valor pago pela taxa foi de apenas 0,00007040 BTC, para enviar uma transação de 11.607,59343709 BTC. Em Dólar, o responsável pela transação pagou o equivalente a R$ 6,22 para enviar R$ 1,027 bilhão em alguns instantes.

Ou seja, a rede bitcoin mostra que consegue movimentar grandes valores em instantes, com custo irrisório e sem burocracias.

Com quase 1 milhão de seguidores, o perfil no Twitter "DocumentingBTC" observou a transação com atenção, lembrando que no horário de sua confirmação, muitos bancos pelo mundo estavam fechados.

"Bitcoin é a única rede no mundo que pode enviar $200.000.000 por uma taxa de $1,00 em uma noite de sexta-feira."

#Bitcoin is the only network in the world that can send $200,000,000 for a $1 fee on a Friday night.https://t.co/KtIJLrDJ7Y

— Documenting Bitcoin 📄 (@DocumentingBTC) January 7, 2023

Bitcoin ultrapassa problemas mostrando que tecnologia segue firme

Os problemas vividos pelo bitcoin em 2022 envolvem seu preço em corretoras, abalados pela falta de confiança dos investidores no ecossistema.

Assim, quedas de criptomoedas como a Terra (LUNA), por exemplo, desanimaram o mercado. Em seguida, o colapso de várias corretoras, com destaque para a FTX, em novembro de 2022, pioraram a percepção de segurança no setor.

Contudo, temas como a autocustódia e fundamentos de segurança do bitcoin se fortalecem em meio a crise. A própria transferência da baleia na última sexta é uma prova da saúde da moeda, mostrando que os maiores players do mercado seguem operando na rede normalmente.

Empresa de mineração de bitcoin teve bons resultados em 2022 e anima perspectivas

Os resultados de 2022 na indústria de mineração de bitcoin ainda devem ser divulgados por todas as empresas do setor nos próximos meses, visto que algumas empresas listadas em bolsas ainda não divulgaram os dados do último trimestre.

Mas uma empresa que revelou as primeiras informações já anima os mineradores. Isso porque, a Hut 8 Mining Corp (Nasdaq: HUT), empresa que mantém os bitcoins minerados em custódia, declarou que elevou seu tesouro para 9.086 BTCs.

Para o CEO Jaime Leverton, ainda que os ventos do mercado não estivessem bom no final de 2022, a empresa lutou para crescer sua operação.

"Estou orgulhoso da coragem e perseverança coletivas e contínuas da equipe durante os ventos contrários que se acumularam no final do quarto trimestre de 2022. Apesar das forças de mercado desafiadoras, continuamos crescendo a maior pilha de Bitcoin autoextraída de qualquer empresa de capital aberto, demos as boas-vindas ao nosso novo CFO Shenif Visram e nossa primeira abordagem de balanço nos posiciona bem em 2023."

Ou seja, ainda que várias estimativas apontem que 2023 não será um ano bom para o bitcoin, parte do mercado segue empenhada em construir, ciente que os fundamentos da rede seguem cada vez mais firmes.

Read Entire Article