Banco do Brasil (BBAS3): XP recomenda compra de ações após indicação de nova presidente

1 year ago 78
Negócios
 XP recomenda compra de ações após indicação de nova presidenteBanco do Brasil (BBAS3): XP recomenda compra de ações após indicação de nova presidente. Foto: Divulgação

O vice-presidente Fernando Haddad anunciou a indicação de Tarciana Madeiros para presidir o Banco do Brasil (BBAS3). Os analistas da XP Investimentos consideram como “positivo” esse anúncio para o banco, e mantiveram recomendação de compra para a ação.

Segundo os analistas, “a longa renomada experiência” de Tarciana no Banco do Brasil “(incluindo diversas áreas do segmento de banco de varejo e seguros) combinada com suas qualificações em tecnologia e análise de dados devem levar o banco a manter seus investimentos em inovação e tecnologia, bem como sustentar sua eficiência operacional”.

A casa de análise também comenta que, mesmo que novos anúncios relativos às operações do Banco do Brasil ainda estejam pendentes, “o que pode continuar pressionando a ação no curto prazo, acreditamos que seus resultados devem continuar fortes no próximo ano e vemos seu valuation como atraente (3,5x P/L para 2023).

Diante disso, a XP Investimentos reitera sua “visão favorável para BBAS3” e recomendação de compra para os ativos.

Com o anúncio recente, Tarciana Medeiros será a primeira mulher a comandar o BB. Ela atua no banco público desde 2001, sendo gerente executiva desde o ano de 2019.

Tarciana Medeiros tem MBAs em Liderança, Inovação & Gestão e Marketing, Branding & Crescimento. Atualmente, ela está matriculada em um MBA em Business Intelligence, Analytics e Data Science.

Conforme os analistas da XP, ainda que não tenha sido dada nenhuma informação adicional sobre o mandato de Tarciane Medeiros, “saudamos a nomeação de alguém com longa e renomada experiência no Banco do Brasil”.

Cotação do Banco do Brasil nesta segunda-feira

Nesta segunda-feira (2), por volta das 13h20, as ações do Banco do Brasil registram desvalorização de 3,80%, a R$ 33,41.

Nos dois pregões anteriores, que foram os últimos do ano passado, os ativos do Banco do Brasil tinham apresentado alta na bolsa de valores brasileira. 

Read Entire Article