Bitcoin entra em modo ioiô com dados macroeconômicos dos EUA em meio a possível teste de US$ 17.000

1 year ago 90

O Bitcoin (BTC) exibiu sinais de volatilidade na abertura de Wall Street em 6 de janeiro, depois que novos dados econômicos dos Estados Unidos desapontaram os touros dos ativos de risco.

Gráfico de 1 hora BTC/USD (Bitstamp). Fonte: TradingView

Analista: Preço do BTC alinhado para reteste de US$ 17.000

Dados do Cointelegraph Markets Pro e da TradingView mostraram que o par BTC/USD caiu para US$ 16.669 na Bitstamp após a divulgação de dados sobre as folhas de pagamento não agrícolas e os números de desemprego nos EUA.

Ambos ficaram acima do esperado pelo mercado, com implicações mistas para o Banco Central dos EUA ter espaço de manobra no que diz respeito à continuidade do aperto em sua política monetária.

Pode haver alguma chance de alívio para Bitcoin, as criptomoedas e os ativos de risco de forma mais ampla nas próximas semanas e meses, com os aumentos nas taxas de juros diminuindo de intensidade.

“Esperando um reteste de US$ 17 mil”, escreveu o perfil do recurso de análise on-chain Material Indicators em parte de um comentário no Twitter.

Um gráfico anexo apresentou o livro de ordens do par BTC/USD na maior exchange global, a Binance, com a liquidez de compra e venda aumentando.

Livro de ordens BTC/USD (Binance). Fonte: Material Indicators/ Twitter

Anteriormente, o Cointelegraph havia relatado o estado do comportamento do livro de ordens da Binance, mostrando uma variação estável entre US$ 16.000 e US$ 17.000.

"O mercado estava pronto para um número quente após a impressão de ontem, os shorts se desenrolando após um rápido impulso de baixa", acrescentou o popular comentarista Tedtalksmacro sobre as folhas de pagamento não agrícolas.

Sobre o desemprego, no entanto, ele foi menos positivo, argumentando que números melhores do que o esperado podem encorajar o Fed a continuar com uma abordagem mais restritiva em sua política monetária.

"Não é o que os touros querem ver por enquanto - o desemprego diminuindo o ponto de discórdia na minha opinião -> alimentando juros mais altos em uma narrativa mais longa", ele escreveu.

Apostas do CPI favorecem desaceleração do ritmo do Fed

Além dos EUA, os dados de inflação da União Europeia também elevaram o moral dos investidores, mostrando uma tendência de queda no Índice de Preços ao Consumidor (IPC) na zona do euro.

"O CPI do Euro chega a 9,2%, enquanto a previsão era de 9,6%. Isso representa uma queda de 0,9% em um mês, o que significa que a inflação está esfriando", disse Michaël van de Poppe, fundador e CEO da trading Eight.

A impressão do CPI dos EUA para dezembro de 2022 será divulgada na semana que vem, com as expectativas indicando um aumento de 25 pontos-base no próximo aumento da taxa de juros do Fed, de acordo com a FedWatch Tool do CME Group.

Gráfico de probabilidades de taxa de juros-alvo do Fed. Fonte: CME Group

As ações dos EUA subiram um pouco nesta sexta-feira, com o S&P 500 e o Nasdaq Composite Index ganhando 1% e 0,6%, respectivamente.

O índice do dólar (DXY) caiu em degrau, com sua correlação inversa com cripto e ações mais uma vez comprovada. O DXY caiu um ponto inteiro, atingindo 104,5 no momento da redação deste artigo.

Gráfico de 1 hora do índice do dólar (DXY). Fonte: TradingView

As visões, pensamentos e opiniões expressas aqui são exclusivas dos autores e não necessariamente refletem ou representam as visões e opiniões do Cointelegraph.

LEIA MAIS

Read Entire Article