Bitcoin quebra ciclo de baixas após aumento de juros nos EUA

10 months ago 54

Siga o CriptoFacil no Google News CriptoFacil

A grande decisão da semana foi o novo aumento nas taxas básicas de juros dos Estados Unidos, anunciado pelo Federal Reserve na quarta-feira (26). Com isso, a taxa básica dos EUA sobe para uma banda de 5,5%-5,75%, o maior valor desde 2001 e o Bitcoin reagiu de forma positiva.

Normalmente, uma alta nos juros causa desvalorização nos ativos de risco, já que a renda fixa passa a render mais com menos riscos. Só que o mercado já esperava um novo aumento, de modo que não houve impactos significativo. De fato, ativos de risco, como as criptomoedas, abriram em alta nesta quinta-feira (27).

O Bitcoin (BTC), por exemplo, registrou alta de 1% nas últimas 24 horas, com o preço superando a faixa de US$ 29.500. No Brasil, a criptomoeda está cotada a R$ 139.690, com ganhos de 0,7%. Todas as criptomoedas do Top 10 registraram ganhos, com destaque para a valorização de 6,4% da Solana (SOL) e de 3,1% da Cardano (ADA). Já o Ether (ETH) registrou ganhos de 1,4% e abriu o dia a US$ 1.877, ou R$ 8.893 na cotação atual.

Já o valor de mercado das criptomoedas subiu 1,6% e abriu o dia em US$ 1,23 trilhão, ou R$ 5,85 trilhões. O volume subiu 14,9% e atingiu quase US$ 32 bilhões (R$ 148,5 bilhões). A dominância do Bitcoin chegou a 46,4% e a do ETH em 18,3%, totalizando 64,7% do mercado.

Semana de alta volatilidade para Bitcoin

O Bitcoin subiu acima de US$ 30.300 no final de semana, após vários dias calmos, mas os vendedores foram rápidos em interceptar o movimento e detê-lo. Pouco depois, o BTC caiu abaixo de US$ 30.000, antes que outra retração o trouxesse para pouco menos de US$ 29.000.

Agora, este suporte se tornou o nível de preço mais baixo do Bitcoin em mais de um mês. E dessa vez, a expectativa é que o BTC não rompa o suporte de US$ 29.000 para baixo. Se isso acontecer, a criptomoeda pode entrar em uma nova fase de correção.

Só que quando o Bitcoin tentou romper os US$ 29.000 para baixo, os compradores intensificaram-se e tentaram reverter a sua trajetória. Como resultado, a criptomoeda recuperou US$ 29.000 e adicionou algumas centenas de dólares na quarta-feira (26).

Depois veio a reunião do FOMC dos EUA, na qual o presidente do Fed, Jerome Powell, anunciou uma nova onda de aumento das taxas de juros. Historicamente, esses aumentos afetaram o desempenho do preço do BTC, mas desta vez o ativo não apenas permaneceu relativamente quieto, como também se valorizou.

Futuros e liquidações

De acordo com o Coinglass, o volume de futuros aumentou 26,37% e superou os US$ 68 bilhões nas últimas 24 horas. A Binance liderou o mercado com quase US$ 11 bilhões, enquanto a Bitget ficou em segundo lugar com US$ 3,85 bilhões. 

Ao mesmo tempo, as liquidações alcançaram US$ 52,3 milhões, alta de 31% nas últimas 24 horas, dos quais US$ 36 milhões partiram de posições vendidas. O BTC e o ETH lideraram o mercado acumulando liquidações superiores a US$ 20 milhões.

A maior liquidação individual atingiu US$ 946 mil em uma negociação de um contrato de ETH na OKX, e no total, 19.535 traders foram liquidados em suas operações.

Siga o CriptoFacil no Google News CriptoFacil

Read Entire Article