Bolsas sobem às vésperas do Fed e de balanços de techs, Hang Seng avança 4%; IPCA-15 e mais destaques do mercado hoje

10 months ago 72

A sessão desta terça-feira (25) é majoritariamente de ganhos para as principais bolsas mundiais, com investidores montando posições antes da reunião do Comitê de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do Banco Central dos EUA. O encontro começa hoje e, às 15h (horário de Brasília) do dia seguinte, será divulgada a decisão sobre os juros da economia americana.

O consenso de mercado aposta que o Federal Reserve (Fed) vai retomar o ciclo de aperto monetário com uma alta de 25 pontos-base.

A temporada de resultados corporativos nos Estados Unidos segue firme nesta terça-feira, com números de Microsoft, Alphabet, Spotify e General Motors.

Na Ásia, o índice Hang Seng, de Hong Kong, subiu mais de 4%, liderado pela recuperação das ações imobiliárias depois que a China prometeu mais apoio ao seu setor imobiliário.

Por aqui, investidores se preparam para receber a prévia do Índice de Preços ao Consumidor (IPCA-15) de julho, a ser divulgado na terça-feira. O Itaú prevê uma ligeira variação negativa, de 0,09%, na comparação mensal, levando a taxa anual para 3,2%.

O balanço do Carrefour Brasil (CRFB3) sai nesta terça-feira, após o fechamento do mercado. Sua concorrente, o GPA (PCAR3), apresentará seus números no dia seguinte. Neonergia (NEOE3) e Vivo (VIVT3) também divulgam seus resultados nesta terça após o fechamento.

Confira o calendário de resultados do 2º trimestre de 2023 da Bolsa brasileira

1.Bolsas Mundiais

Estados Unidos

O S&P 500 Futuro e o Nasdaq Futuro operam com alta, enquanto Dow Jones Futuro opera leve baixa após registrar a 11ª sessão seguida no azul na véspera, a maior sequência desde fevereiro de 2017, com investidores avaliando as perspectivas para as decisões sobre taxas de juros dos bancos centrais nas principais economias globais que são esperadas para esta semana.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Fed que divulgará sua decisão sobre a taxa de juros na quarta-feira (26). de acordo com a CME FedWatch Tool, há uma probabilidade de 98% de uma alta de um quarto de ponto da taxa de juros americana. Os investidores aguardam as declarações do presidente Jerome Powell sobre suas perspectivas para a economia à medida que combate a inflação.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

  • Dow Jones Futuro (EUA), +0,01%
  • S&P 500 Futuro (EUA), +0,17%
  • Nasdaq Futuro (EUA), +0,39% 

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam com alta em sua maioria, com destaque para alta de 4% do índice Hang Seng, de Hong Kong, depois que autoridades da China prometeram estímulos para setor imobiliário chinês em dificuldades.

Pequim também prometeu “elevar o emprego estável a uma meta estratégica”, juntamente com outras promessas de aumentar o consumo e enfrentar os riscos da dívida.

Isso ocorre depois que dados econômicos decepcionantes na semana passada levaram a pedidos renovados de apoio político para impulsionar o crescimento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As ações da China continental também subiram, com o Shanghai Composite subindo 2,13%, sua maior alta em um dia desde fevereiro.

  • Shanghai SE (China), +2,13%
  • Nikkei (Japão), -0,06%
  • Hang Seng Index (Hong Kong), +4,10%
  • Kospi (Coreia do Sul), +0,30% 
  • ASX 200 (Austrália), +0,46%

Europa

Os mercados europeus operam com alta, à medida que investidores avaliam dados econômicos e resultados corporativos, enquanto se preparam para uma grande semana de reuniões do banco central.

Na véspera, dados econômicos apontaram para uma desaceleração na atividade empresarial na França, Alemanha e Reino Unido em julho, aumentando os riscos de recessão em toda a Europa.

O Banco Central Europeu se reúne na quinta-feira, quando os formuladores de políticas devem anunciar um aumento de 25 pontos-base na taxa de juros e oferecer orientação para os estágios finais de seus esforços para combater a inflação.

  • FTSE 100 (Reino Unido), +0,20%
  • DAX (Alemanha), +0,11%
  • CAC 40 (França), +0,17%
  • FTSE MIB (Itália), +0,16% 
  • STOXX 600, +0,23%

Commodities

Os preços do petróleo operam em alta, ampliando os ganhos da sessão anterior, com sinais de oferta mais restrita e promessas das autoridades chinesas de sustentar a segunda maior economia do mundo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As cotações do minério de ferro na China fecharam com alta após anúncio de estímulos ao setor imobiliário chinês.

  • Petróleo WTI, -0,23%, a US$ 78,56 o barril
  • Petróleo Brent, -0,29%, a US$ 82,50 o barril
  • Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 1,36%, a 856,50 iuanes, o equivalente a US$ 119,94 

Bitcoin

  • Bitcoin, +0,21% a US$ 29.178,02 (em relação à cotação de 24 horas atrás)

2. Agenda

A agenda desta terça-feira traz a prévia do Índice de Preços ao Consumidor (IPCA-15) de julho, a ser divulgado às 9h. O Itaú prevê uma ligeira variação negativa, de 0,09%, na comparação mensal, levando a taxa anual para 3,2%.

Brasil

Ebook Gratuito

Análise de Balanços

Cadastre-se e receba um ebook que explica o que todo investidor precisa saber sobre os resultados das empresas

8h: Sondagem do consumidor FGV

8h25: Boletim Focus semanal

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

9h: IPCA-15 de julho; O Itaú prevê uma ligeira variação negativa, de 0,09%, na comparação mensal, levando a taxa anual para 3,2%

10h: Fernando Haddad, ministro da Fazenda, se reúne com Eduardo Eugênio Gouveia Vieira – Presidente da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan)

11h: Haddad se reúne com Secretários do Ministério da Fazenda

11h: Roberto Campos Neto, presidente do BC, tem reunião com Miguel Relvas, Managing Partner and Shareholder of the Consulting Companies da Integrabalance Lda e MFRelvas Planejamento Estratégico, Marcus Silva, Manager Director, Iberia and Latin America, e Paulo Henrique Angelo, Futuro CEO da Entain Group PLC (fechado à imprensa)

14h: Haddad tem reunião com José Múcio Monteiro – Ministro da Defesa – General Tomas Miguel Miné Ribeiro Paiva – Comandante do Exército

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

15h30: Campos Neto tem reunião com Giancarlo Greco, CEO, e Antonio Barreto Jr, VP de Sustentabilidade e Relações Institucionais da Elo (fechado à imprensa)

16h30: Haddad tem reunião com Daniel Xavier Lara – Presidente em exercício do UNACON Sindical

EUA

11h: Sondagem industrial do Fed Richmond

11h: Confiança do consumidor

3. Noticiário econômico

BNDES pretende dobrar concessão de financiamentos este ano

Principal instituição de fomento do país, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) pretende financiar R$ 50 bilhões em projetos neste ano, disse nesta segunda-feira (24) o presidente da instituição financeira, Aloizio Mercadante. O valor representa o dobro do ano passado.

Segundo Mercadante, o BNDES precisa de novos instrumentos de financiamento para atender às políticas públicas em elaboração, como o novo Programa de Aceleração do Crescimento, a nova política industrial e o Pacote de Transição Ecológica, também chamado de Pacote Verde.

O presidente do BNDES também anunciou que, em breve, o banco concederá financiamentos à inovação e à digitalização atrelados à Taxa Referencial (TR), que totalizará no máximo 3% ao ano. “Isso deve contribuir para acelerar os investimentos da indústria”, declarou. Os financiamentos tradicionais do BNDES são corrigidos pela Taxa de Longo Prazo (TLP), que segue a cotação de mercado de títulos públicos vinculados à inflação.

4. Noticiário político

Impasse do Fundo de Amparo ao Trabalhador precisa passar pelo Congresso, diz Mercadante

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante, afirmou na última segunda-feira (24) que a equação do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) terá de passar pelo Congresso Nacional, apesar de não classificar o problema como “urgente”. “Vamos discutir com calma”, disse após sair de reunião no Ministério da Fazenda. Assim como o ministro do Trabalho, Luiz Marinho, Mercadante destacou que parte dos recursos que antes abasteciam o FAT passaram a ser usados para financiar a previdência social, o que se tornou um problema para a sustentabilidade do fundo.

“Remuneramos o FAT pela TLP, passou a ter rentabilidade muito alta com a remuneração do BNDES. Com agravante, BNDES antecipou os pagamentos, já pagamos ao Tesouro R$ 400 bilhões a mais do que recebemos em subsídio. Só que os financiamentos estão em TJLP, então há um descasamento dentro do banco muito grande”, respondeu.

5. Radar Corporativo

Eletrobras (ELET6; ELET3)

A Eletrobras (ELET6; ELET3) projetou um potencial de investimentos entre R$ 70 bilhões e R$ 80 bilhões para os próximos 5 anos.

Conforme comunicado, a elétrica espera reconquistar o protagonismo de crescimento no setor elétrico brasileiro.

Deste montante, a companhia possui R$ 17,1 bilhões de investimentos já contratados em geração e transmissão, que incluem investimentos em novos ativos, além de investimentos em manutenção dos ativos existentes. Essa cifra contém também investimentos em manutenção dos ativos existentes, sendo R$ 4,3 bilhões para Geração e R$ 200 milhões para Transmissão.

Totvs (TOTS3

A Totvs (TOTS3) anunciou a aprovação do pagamento de R$ 139 milhões na forma de juros sobre capital próprio (JCP).

O valor corresponde a R$ 0,23 por ação, conforme comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na última segunda-feira.

(Com Estadão, Reuters e Agência Brasil)

Read Entire Article