Core Scientific desativa 37 mil plataformas de mineração que administrava para Celsius

1 year ago 109

A Core Scientific estima que o cancelamento do acordo com a Celsius resultará em receitas adicionais de US$ 2 milhões por mês, desde que o Bitcoin permaneça em torno de US$ 16.700.

Core Scientific desativa 37 mil plataformas de mineração que administrava para Celsius

A falida empresa de empréstimos de criptomoedas Celsius Network concordou em permitir que a mineradora de Bitcoin (BTC) Core Scientific desativasse mais de 37.000 plataformas de mineração que hospedava para a Celsius como parte do processo de falência da mineradora.

A Core Scientific apresentou uma proposta de ordem revisada em 3 de janeiro que incorporou “revisões aceitáveis para a Celsius”, afirmando que “todas as plataformas Celsius serão desligadas a partir de 3 de janeiro de 2023 e não serão reiniciadas durante o período de transição.”

Em 19 de outubro, a Core Scientific acusou a Celsius de não pagar as suas contas de energia elétrica. Mais tarde, a Core Scientific citou a inadimplência da Celsius como um fator importante dos problemas de liquidez que levaram a mineradora de Bitcoin a entrar com o pedido de falência de Capítulo 11 em 21 de dezembro.

Em 28 de dezembro, a Core Scientific entrou com uma moção buscando aprovação para rescindir os contratos da Celsius, alegando que a falha da empresa em pagar suas contas de energia constituiu uma violação material do contrato.

De acordo com os autos do processo, a rescisão do contrato aparentemente permitiria à Core Scientific gerar uma receita adicional de US$ 2 milhões por mês com o reaproveitamento do espaço atualmente ocupado pelas plataformas de mineração da Celsius.

Os termos do acordo de hospedagem permitiram que a Core Scientific repassasse alguns dos custos de energia para a Celsius, e esses custos aumentaram consideravelmente desde a invasão russa à Ucrânia.

De acordo com a moção de rescisão, cobrir o aumento das taxas de energia custou à Core Scientific quase US$ 7,8 milhões em 28 de dezembro e a mineradora observou que “não pode continuar arcando com o ônus dos custos de energia não pagos da Celsius.”

O custo de produção aumentou consistentemente para os mineradores, enquanto o preço do Bitcoin diminuiu, afetando os seus resultados e contribuindo para que o "preço do hash" - a receita que os mineradores de Bitcoin podem obter por unidade de taxa de hash - caísse mais de 75% 2022.

Índice de Preço do Hash do Bitcoin. Fonte: Luxor Technologies

A falta de lucratividade dos mineradores, combinada com os custos associados aos seus esforços de expansão das atividades, fez com que muitos mineradores de Bitcoin passassem por apertos financeiros e logísticos no final de 2022 e os preços de suas ações despencassem como resultado.

A Core Scientific viu o preço de suas ações cair 99,15% ao longo do ano, enquanto a Iris Energy e a Riot Blockchain registraram quedas de 91,79% e 85,09%, respectivamente.

Desempenho das ações das mineradoras de Bitcoin. Fonte: Luxor Technologies

Read Entire Article