Corretora de criptomoedas fala sobre rumores de demissão em massa

10 months ago 59
Símbolo da corretora Kucoin em bolsa na ruaSímbolo da corretora Kucoin em bolsa na rua/Twitter.

A KuCoin, uma das cinco maiores corretoras de criptomoedas do mercado, estaria demitindo 30% de seus funcionários. No momento, a corretora possui cerca de 1.000 empregados e atende clientes de diversos países, incluindo o Brasil.

As informações foram apresentadas nesta terça-feira (25) por Colin Wu, famoso jornalista do setor. Johnny Lyu, CEO da Kucoin, rapidamente respondeu aos rumores, tratando as demissões como uma renovação na empresa, abrindo espaço para novos talentos.

A notícia acontece duas semanas após a Binance, maior concorrente da KuCoin, demitir mais de 1.000 funcionários.

Demissão em massa na KuCoin

Embora o Bitcoin tenha apresentado um forte primeiro semestre, algumas empresas do setor ainda estão avaliando o tamanho de suas operações. Após os cortes na Binance, tanto de funcionários quanto de custos, chega a vez da KuCoin tomar a mesma decisão.

Segundo Colin Wu, cerca de 300 dos 1.000 funcionários da KuCoin, quarta maior corretora de criptomoedas do mundo, estariam sendo demitidos.

“Seguindo a Binance, a exchange de criptomoedas KuCoin demitirá 30% de sua força de trabalho”, escreveu Wu, notando que os rumores foram confirmados por “mais de três colaboradores internos”.

“A KuCoin tem quase 1.000 funcionários. A principal razão é que a rígida política de KYC foi lançada após ela ser processada pelos EUA, o que levou a uma queda nos lucros da exchange.”

SCOOP: Following Binance, cryptocurrency exchange KuCoin will lay off 30% of its workforce. Confirmed by more than three internal employees. KuCoin has nearly 1,000 employees. The main reason is that the strict KYC policy was launched after being sued by the United States, which…

— Wu Blockchain (@WuBlockchain) July 25, 2023

Há cerca de um mês, no dia 28 de junho, a KuCoin anunciou que a verificação de identidade se tornaria obrigatória para seus clientes. A medida foi implementada no último dia 15 e, segundo as informações acima, a nova política causou uma queda na receita da corretora.

CEO da KuCoin fala sobre demissão em massa e tranquiliza investidores

Cerca de uma hora após o tuíte de Colin Wu, Johnny Lyu, CEO da KuCoin, também foi ao Twitter para esclarecer a situação de sua corretora. Segundo o executivo, a Kucoin está “operando sem problemas” e inclusive apresentou um crescimento de usuários e criptomoedas listadas na primeira metade do ano.

“O mundo das criptomoedas muda rapidamente”, destacou Lyu. “Para permanecer no topo, avaliamos regularmente nossa estrutura organizacional com base no desempenho dos funcionários e no desenvolvimento da empresa.”

“Portanto, não se trata de demissões, mas sim de tornar a empresa mais dinâmica e competitiva.”

3/ The crypto world changes fast. To stay on top, we regularly evaluate our org structure based on employee performance and company development. So it is not layoffs, and it is all about making the organization more dynamic and competitive.

— Johnny_KuCoin (@lyu_johnny) July 25, 2023

Embora as criptomoedas estejam em um ótimo ano, o KuCoin Shares (KCS), token ligado a corretora de Lyu, perdeu 9,7% de seu valor desde o início de 2023. Em março, a KuCoin foi processada pelos EUA, interrompendo a alta de sua criptomoeda que promete descontos em taxas de negociações e outros benefícios.

Cadastre-se de graça agora e ganhe 50 tokens DGTA. Acesse Digitra.com

Siga o Livecoins no Google News.
Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Fique atualizado!

Receba as notícias mais importantes do dia.

Read Entire Article