Cotação do Bitcoin hoje 04/01/2023: de grão em grão Bitcoin volta para US$ 16.800 e touros miram US$ 17 mil

1 year ago 133

A principal criptomoeda do mercado, o Bitcoin (BTC), está cotado na manhã desta quarta-feira, 04/01/203, em R$ 92.221,82. De grão em grão os touros vem elevando o preço do Bitcoin que coemçou o ano na faixa de US$ 16.600 e hoje esta perto de US$ 16.900. Desde o começo do ano, os touros tem conseguido elevar o preço do BTC em 0,5% todos os dias.

Agora os touros miram a resistência em US$ 17 mil que se mostrou forte no último mês de 2022. Porém, a semana ainda guarda novidades no cenário macroeconômico americano e o anuncio certamente deve impactar o movimento dos investidores em criptoativos.

Rony Szuster, Crypto Specialist no Mercado Bitcoin, afirma que na última terça-feira observamos um aumento considerável no volume de negociação dos principais criptoativos do mercado, o que causou certa variação do preço durante o dia.

"Quanto aos dados on-chain, tivemos o saldo de Bitcoins nas mãos dos LTH apresentando pequeno acréscimo de cerca de 3k unidades e o saldo em exchanges retomando a direção de queda, com saldo negativo de também 3k unidades. O saldo de ETH depositados na beacon chain aumentou conforme o ritmo anterior, com acréscimo de 6,5k unidades nos contratos inteligentes de validação", afirma.

Já Rony Szuster, Fernando Pereira, gerente de conteúdo da Bitget, afirma que o Bitcoin pode tomar um rumo nessa tarde após a divulgação da ata do FOMC, que pode dar indícios de uma possível desaceleração no ritmo das taxas de juros em 2023.

"Uma moeda para ficar de olho é a Solana, que recebeu apoio do criador da Ethereum, Vitalik Buterin, que disse via Twitter que a blockchain tem um futuro brilhante pela frente e entregou mais de 40% de alta nas últimas 48horas", afirmou.

Portanto, o preço do Bitcoin em 04 de janeiro de 2023 é de R$ 92.221,82.

O que é Bitcoin?

O que é Bitcoin? O Bitcoin (BTC) é uma moeda digital, que é usada e distribuída eletronicamente. O Bitcoin é uma rede descentralizada peer-to-peer. Nenhuma pessoa ou instituição o controla. 

O Bitcoin não pode ser impresso e a sua quantidade é muito limitada – somente 21 milhões de Bitcoins podem ser criados. O Bitcoin foi apresentado pela primeira vez como um software de código aberto por um programador ou um grupo de programadores anônimo sob o codinome Satoshi Nakamoto, em 2009.

Houve muitos rumores sobre a identidade real do criador do BTC, entretanto, todas as pessoas mencionadas nesses rumores negaram publicamente ser Nakamoto.

O próprio Nakamoto afirmou ser um homem de 37 anos que vive no Japão. No entanto, por causa de seu inglês perfeito e seu software não ter sido desenvolvido em japonês, há dúvidas razoáveis sobre essas informações. Por volta da metade de 2010, Nakamoto foi fazer outras coisas e deixou o Bitcoin nas mãos de alguns membros proeminentes da comunidade BTC.

Para muitas pessoas, a principal vantagem do Bitcoin é sua independência de governos mundiais, bancos e corporações. Nenhuma autoridade pode interferir nas transações do BTC, impor taxas de transação ou tirar dinheiro das pessoas. Além disso, o movimento Bitcoin é extremamente transparente - cada transação única é armazenada em um grande ledger (livro-razão) público e distribuído, chamado Blockchain.

Essencialmente, como o Bitcoin não é controlado como uma organização, ele dá aos usuários controle total sobre suas finanças. A rede Bitcoin compartilha de um ledger público chamado "corrente de blocos" (block - bloco, chain - corrente). Esse ledger contém todas as transações processadas. Os registros digitais das transações são combinados em "blocos". 

Se alguém tentar mudar apenas uma letra ou número em um bloco de transações, também afetará todos os blocos que virão a seguir. Devido ao fato de ser um ledger público, um erro ou uma tentativa de fraude podem facilmente ser detectados e corrigidos por qualquer pessoa.

A carteira do usuário pode verificar a validade de cada transação. A autenticidade de cada transação é protegida por assinaturas digitais correspondentes às dos endereços de envio.

Devido ao processo de verificação e, dependendo da plataforma de negociação, pode levar alguns minutos para que uma transação BTC seja concluída. O protocolo Bitcoin foi projetado para que cada bloco leve cerca de 10 minutos para ser minerado.

LEIA MAIS

Aviso: Esta não é uma recomendação de investimento e as opiniões e informações contidas neste texto não necessariamente refletem as posições do Cointelegraph Brasil. Cada investimento deve ser acompanhado de uma pesquisa e o investidor deve se informar antes de tomar uma decisão

Read Entire Article