Credor cripto em apuros: Genesis demite 30% dos seus funcionários, diz reportagem

1 year ago 78

A Genesis anunciou em agosto que planejava cortar 260 funcionários, equivalentes a uma redução de 20% em sua equipe de trabalho, com o CEO Michael Moro assumindo uma função de consultor.

 Genesis demite 30% dos seus funcionários, diz reportagem

A plataforma de empréstimo de criptomoedas Genesis Global Trading cortou 30% de sua força de trabalho em sua segunda rodada de demissões em seis meses.

De acordo com uma reportagem do Wall Street Journal de 5 de janeiro, a Genesis reuziu a sua equipe em 30% após a plataforma sofrer perdas com empréstimos concedidos à Alameda Research e à Three Arrows Capital (3AC). Em uma atualização enviada aos seus clientes em 4 de janeiro, a empresa disse que planeja reduzir custos como parte de seu planosde negócios.

“Enquanto continuamos a enfrentar desafios sem precedentes na história da indústria, a Genesis tomou a difícil decisão de reduzir o número de funcionários globalmente”, disse um porta-voz ao Cointelegraph. “Essas medidas fazem parte de nossos esforços contínuos para levar nossos negócios adiante.”

A Genesis anunciou em agosto que planejava cortar 260 funcionários para reduzir sua força de trabalho 20% para reduzir custos. Na ocasião, o CEO Michael Moro também disse que deixaria a liderança da empresa e assumiria uma função consultiva.

A empresa de empréstimos de criptomoedas interrompeu os saques e suspendeu a concessão de novos empréstimos em novembro, citando a “turbulência sem precedentes no mercado." A 3AC faliu pouco depois do colapso do Terra (LUNA), enquanto a Alameda faz parte do processo de falência sob o Capítulo 11 do FTX Group arquivado no começo de novembro. A Genesis concedera bilhões de dólares em empréstimos das duas empresas.

A Voyager Digital foi outra empresa que enfrentou dificuldades financeiras devido à exposição à Three Arrows em 2022. A credora de criptomoedas declarou falência em julho. A Binance.US anunciou planos para adquirir os ativos da empresa de empréstimos por mais de US$ 1 bilhão após o colapso da FTX US.

LEIA MAIS

Read Entire Article