Criptomoedas passam a ser aceitas em farmácias na Ucrânia via Binance Pay

1 year ago 97

A unidade da Binance na Ucrânia informou nesta terça-feira (3) que diversas farmácias do país estão aceitando pagamentos com criptomoedas via Binance Pay, solução de pagamentos da exchange.

Бути першим – легко! Аптеки АНЦ, Копійка, ШАР@ – перші аптеки у Європі, що приймають Binance Pay!😊

Першочергово технологія Binance Pay стає доступною у аптеках міста Києва.

Щиро бажаємо міцного здоров'я тобі та твоїй родині!☺️ pic.twitter.com/U8xzvE9mj4

— Binance Ukraine (@BinanceUkraine) January 3, 2023

“É fácil ser o primeiro! A ANC Pharmacy ANC, a Kopiyka, Shara são as primeiras na Europa a aceitar o Binance Pay! Em primeiro lugar, a tecnologia Binance Pay está disponível nas farmácias de Kiev. Desejamos sinceramente boa saúde a você e sua família!”, tuitou a Binance Ucrânia.

Criptomoedas aceitas em farmácias na Ucrânia

A ANC Pharmacy é uma das maiores redes de farmácias da Ucrânia, operando mais de 1.000 farmácias em mais de 138 cidades em todo o país. A rede firmou uma parceria com a Binance Ucrânia em 3 de janeiro para lançar pagamentos em cripto por meio do Binance Pay.

De acordo com um anúncio oficial, os pagamentos via Binance Pay serão inicialmente lançados nas farmácias da capital. “Cuidamos da sua saúde enquanto você cuida da sua criptomoeda”, destacou a ANC Pharmacy no anúncio oficial.

Tudo o que os usuários precisam fazer para pagar com cripto é baixar o aplicativo Binance e acessar o site da ANC. Em seguida, é só escolher o produto que desejam comprar e, por fim, escolher o Binance Pay como forma de pagamento.

A aceitação do Binance Pay estará disponível não apenas nas farmácias da ANC, mas também em lojas operadas por farmácias da ANC, como a Kopiyka e a Shara.

O Binance Pay é uma solução da Binance que permite aos usuários pagar por produtos e serviços sem converter as suas criptos em moedas fiduciárias.

Ucrânia e a adoção de criptomoedas

A aceitação de cripto na Ucrânia ganhou tração após o início da invasão russa, em fevereiro do ano passado. Desde então, os países e autoridades do governo se voltaram para cripto como forma de obter apoio e doações.

Em março de 2022, conforme noticiou o CriptoFácil, o presidente da Ucrânia Volodymyr Zelensky, assinou uma lei “Sobre ativos virtuais”, legalizando as criptomoedas no país. Com a lei, as exchanges de ativos digitais estrangeiras e ucranianas passaram a operar de forma legal no país. Além disso, os bancos foram autorizados a abrir contas para empresas de criptomoedas.

Meses depois, em julho do ano passado, o vice-ministro de Tecnologia da Ucrânia, Alex Bornyakov, enfatizou o papel dos ativos digitais para o país. De acordo com ele, Bitcoin e outras criptos seguem sendo crucial para a estratégia defensiva do país.

Naquela altura dos acontecimentos, mais de 50 organizações da Ucrânia já tinham recebido cerca de R$ 11,5 milhões em doações de criptomoedas, de acordo com dados da Chainalysis. Como a guerra se prolonga até os dias de hoje, os ativos digitais seguem sendo importantes para o país.

Leia também: Solana: Após alta de 30%, para onde vai o preço da criptomoeda?

Read Entire Article