De olho nos investidores do varejo, Jequitibá anuncia tokenização de precatórios com retorno de até 25% ao ano

10 months ago 66

Ideia da gestora é fracionar os ativos em tíquetes menores para favorecer “pools de liquidez” com a entrada de um número maior de investidores.

De olho nos investidores do varejo, Jequitibá anuncia tokenização de precatórios com retorno de até 25% ao ano

A Jequitibá Investimentos, especializada em negociação de precatórios e ativos judiciais em geral, anunciou esta semana que fechou duas parcerias voltadas à tokenização e negociação fracionada dessa categoria de ativos, por meio de criptoativos vinculados a tíquetes de frações do ativo original.

Segundo informações do Valor, a gestora não revelou o nome da tokenizadora e da plataforma de negociação dos tokens, mas confirmou que a ideia do projeto é alcançar os investidores do varejo por meio da venda fracionada dos ativos judiciais. O que deve favorecer o acesso dos investidores aos “pools de liquidez.” 

Foi o que avaliou o sócio-fundador da Jequitibá Ernesto Schlesinger ao argumentar que atualmente o público da Jequitibá se concentra nos gestores profissionais de recursos, embora a gestora atenda pontualmente investidores pessoa física, voltados à diversificação de ativos judiciais de alto rendimento, em torno de 25% ao ano.

Isso porque, prosseguiu o executivo, atualmente a Jequitibá não tem, ou não tinha, meios para operacionalizar grandes volumes de transações de tíquetes no varejo, o que a empresa pretende reverter por meio da utilização da tecnologia blockchain.

Schlesinger ainda informou que a Jequitibá tem planos de lançar fundos de investimentos expostos a cestas de diferentes precatórios, com prazos, taxas de retorno riscos distintos e com potencial para superar o CDI.

Fúlvio Rebouças, outro sócio da empresa, acrescentou que a Jequitibá decidiu abarcar a tokenização porque ainda existe preconceito em relação aos ativos judiciais, principalmente quanto à expectativa de recebimento e sensação de perda. Isso porque, segundo ele, a blockchain abre a possibilidade de maior controle sobre a gestão dos recursos.

O aporte em tokens de precatórios judiciais é uma das formas de diversificação da carteira de investimentos, o que pode ser uma chave para o alcance de liquidez, conforme noticiou o Cointelegraph Brasil.

Read Entire Article