Eletrobras (ELET6) prevê investimentos de até R$ 80 bilhões nos próximos 5 anos

10 months ago 56

A Eletrobras (ELET6; ELET3) projetou nesta segunda-feira (24) um potencial de investimentos entre R$ 70 bilhões e R$ 80 bilhões para os próximos 5 anos, entre 2023 e 2027.

Conforme comunicado, a elétrica espera reconquistar o protagonismo de crescimento no setor elétrico brasileiro.

Deste montante, a companhia possui R$ 17,1 bilhões de investimentos já contratados em geração e transmissão, que incluem investimentos em novos ativos, além de investimentos em manutenção dos ativos existentes. Essa cifra contém também investimentos em manutenção dos ativos existentes, sendo R$ 4,3 bilhões para Geração e R$ 200 milhões para Transmissão.

Em geração com receitas contratadas, a Eletrobras prevê a expectativa de investimento de R$ 0,7 bilhão na fase 1 do Complexo eólico de Coxilha Negra. Existem opções nas fases 2 e 3 do Complexo Coxilha Negra, que têm um investimento de R$ 1,3 bilhão. O restante R$ 400 milhões trata de novos projetos que poderão gerar receitas futuras.

Com relação aos ativos de transmissão, a companhia estimou R$ 6 bilhões de investimentos já autorizados pela Aneel, com receita adicional de R$ 840 milhões por ano.

Também vale lembrar que Eletrobras foi vencedora do lote 04/2023, no âmbito do Leilão de Transmissão realizado em 30 de junho de 2023, com um investimento da ordem de R$ 680 milhões para os próximos 24 meses.

Ebook Gratuito

Análise de Balanços

Cadastre-se e receba um ebook que explica o que todo investidor precisa saber sobre os resultados das empresas

A companhia espera ainda desembolso de caixa de cerca de R$ 600 milhões para uma série de fusões e aquisições (M&As) executados recentemente (Teles Pires, Baguari I, EAPSA, Retiro Baixo, Mesa, Baguari Energia) e já divulgados ao mercado.

Para infraestrutura e ambiental, a elétrica proejtou R$ 1 bilhão em investimentos ambientais, sendo R$ 500 milhões destinados aos programas socioambientais da Santo Antônio Energia S.A., sociedade recentemente consolidada pela Eletrobras, e cujos investimentos serão objeto de avaliação em busca de otimizações.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os valores restantes, de cerca de R$ 1,9 bilhão, estão previstos para investimentos em infraestrutura (aquisição de imóveis, softwares etc.).

Segundo comunicado, os investimentos também poderão fazer parte do plano de otimização de custos operacionais da companhia, que visa adequar a curva de PMSO para níveis de excelência setorial.

A elétrica também vai investir de cerca de R$ 3 bilhões em modernização e repotencialização das unidades geradoras. A Eletrobras possui um plano para a execução desse investimento, que não será recorrente nos próximos anos. “O valor restante de R$ 1,5 bilhão é, sobretudo, para investimentos em manutenção preventiva de ativos de geração e transmissão, o qual deve ser recorrente ao longo das concessões”, diz comunicado.

Além destes, a Aneel estima um total de R$ 35 bilhões de investimentos em novos leilões de transmissão em 2023 e em 2024, com ótimas oportunidades de crescimento em potencial.

“Ainda no horizonte de 2023-2027, e considerando a vida útil de nossos ativos de transmissão, a companhia poderá adicionar até R$ 10 bilhões de investimentos em reforços do seu sistema de transmissão, com potencial adicional de incremento de receita anual em mais R$ 1,2 bilhão”, comenta a elétrica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Read Entire Article