EOS processará Block.one por não honrar o compromisso de US$ 1 bilhão

9 months ago 34

Siga o CriptoFacil no Google News CriptoFacil

A EOS Network Foundation (ENF) informou em um comunicado à imprensa que vai processar a empresa Block.one, que era responsável pelo desenvolvimento e manutenção do EOS e pela venda do token ERC-20. De acordo com o comunicado, a B1 fracassou em cumprir seu compromisso de investir US$ 1 bilhão na rede e na comunidade EOS.

Diante disso, a ENF disse que tem se envolvido com as partes interessadas para garantir a responsabilização da Block.one por suas promessas.

Conforme informou Yves La Rose, fundador e CEO da EOS, a empresa abriu nos Estados Unidos uma ação coletiva contra a Block.one. O processo está em processo de liquidação e James Koutoulas é advogado dos queixosos neste processo.

Além disso, a EOS informou que a empresa de capital de risco Nemesis deve buscar um acordo com a Block.one em nome de membros da comunidade que não estão participando da ação coletiva dos EUA.

Por fim, La Rose disse que a ENF está explorando uma possível reclamação contra a Block.one também nas Ilhas Cayman.

Em agosto de 2022, conforme noticiou o CriptoFácil, a Fundação EOS informou que faria uma divisão na rede (hard fork) para se separar da Block.one. O objetivo do grupo era retirar o controle da blockchain das mãos da Block.one, empresa que criou a EOS.

Desde que a EOS fez sua Oferta Inicial de Moedas (ICO) em 2017, a Block.one e a Fundação EOS travam uma batalha. A EOS levantou US$ 4,1 bilhões em sua ICO em 2018, mas ficou aquém das expectativas. Os membros da comunidade culpam a B1 por transferir seus interesses e capital da EOS para a exchange de criptomoedas Bullish.

Block.one vira alvo da EOS

A EOS instou os membros da comunidade a participarem essas ações para responsabilizar a Block.one pelo não cumprimento de suas promessas.

“O acordo proposto da ação coletiva dos EUA pretende liberar a Block.one de todas as reivindicações feitas contra eles, a menos que você opte por sair do acordo. Se você não fizer uma reclamação nesta ação coletiva e não desistir, qualquer reclamação que você possa ter contra o Block.one poderá ser liberada”, disse a EOS.

A empresa também observou que se os clientes optarem por não participar da ação coletiva dos EUA, não receberá nenhuma parte de um acordo alcançado nessa reivindicação. No entanto, os membros da comunidade ainda poderão participar de outras reivindicações contra a Block.one.

Por fim, a EOS observou que as opções de ações contra a B1 podem não ser todas as opções disponíveis para responsabilizar o Block.one. Além disso, reiterou que a participação nessas ações não significa necessariamente que o indivíduo vai recuperar qualquer prêmio monetário do Block.one.

“A ENF está fornecendo o acima apenas com base em informações e não está aconselhando os membros da comunidade sobre qual curso de ação tomar. Recomendamos que você consulte seu próprio advogado para obter aconselhamento jurídico sobre a melhor forma de buscar seus direitos contra o Block.one”, concluiu a empresa.

O token nativo da rede EOS segue em baixa mesmo após a divulgação do futuro processo. Na última semana, o preço recuou quase 3% e, no momento da redação desta matéria, o token EOS está custando US$ 0,73, de acordo com dados do CoinGecko.

Siga o CriptoFacil no Google News CriptoFacil

Read Entire Article