Fundador da FTX se declara inocente e ganha tempo para fugir da prisão

1 year ago 106
SBF AudiênciaSBF Audiência

O fundador e ex-CEO da corretora de criptomoedas FTX, Sam Bankman Fried (SBF), se declarou inocente de oito acusações em um tribunal federal em Nova York. Ele é acusado de crimes relacionadas a fraude eletrônica e conspiração.

Nesta terça-feira (3), SBF fez sua primeira aparição em um tribunal, e se declarou inocente de cada uma das acusações criminais pelas quais ele está sendo acusado.

Enquanto o fundador da FTX está se dizendo inocente de fraudar pelo menos um milhão de pessoas, seus sócios – Caroline Ellison e Gary Wang – se declararam culpados de fraudar clientes da FTX. Ellison e Wang estão atualmente colaborando com agências de aplicação da lei, de acordo com o procurador do Distrito Sul de Nova York.

O advogado de SBF disse durante o julgamento que ele não é culpado, atraindo a ira dos investidores em criptomoedas que perderam dinheiro na corretora.

SBF consegue manter segredo de fiança

Além de se declarar inocente, SBF pediu que os nomes de dois signatários que apoiam sua fiança de US$ 250 milhões deveriam ser ocultados do público.

Até o momento, não se sabe por quem foi paga a fiança do fundador da FTX, que perdeu todo o seu patrimônio com a falência.

Sam Bankman foi solto da prisão após pagar uma fiança de US$ 250 milhões em 22 de dezembro de 2022 – a maior fiança pré-julgamento da história dos Estados Unidos. Parte do valor (10%) foi pago pelos pais de SBF, que prometeram o patrimônio de sua casa em Palo Alto, Califórnia.

SBF e seus pais assinaram a fiança, mas o juiz – como é de praxe no caso de fianças de grande valor – pediu que a fiança fosse assinada por duas outras pessoas de “recursos consideráveis”, uma das quais não deveria ser parente.

De acordo com um relatório da Bloomberg, os advogados de SBF escreveram na carta:

“Se os dois fiadores restantes forem identificados publicamente, eles provavelmente serão submetidos ao escrutínio da mídia e potencialmente alvo de assédio, apesar de não terem nenhuma conexão substantiva com o caso.”

O juiz Lewis Kaplan então decidiu não revelar quem pagou a fiança de US$ 250 milhões para garantir que Sam Bankman-Fried não colocasse sua família em perigo.

“Os pais de Bankman-Fried receberam um fluxo constante de correspondência ameaçadora, incluindo comunicações expressando o desejo de que eles sofressem danos físicos”, escreveram os advogados de SBF. “Consequentemente, há sérios motivos para preocupação de que os dois fiadores adicionais enfrentariam invasões semelhantes em sua privacidade, bem como ameaças e assédio se seus nomes não fossem editados”.

Sam Bankman-Fried has arrived in court for his arraignment. We’re told he will plead not guilty to all the charges against him. pic.twitter.com/yakSLkOus8

— Connell McShane (@connellmcshane) January 3, 2023

Data da próxima audiência revolta investidores

Ao se declarar inocente, SBF ganhou tempo para se defender, já que a data da próxima audiência do processo movido contra ele revoltou os investidores.

O juiz Lewis Kaplan, que marcou a nova data da audiência para 2 de outubro de 2023, decidiu que a próxima audiência será realizada daqui a 9 meses.

Apesar disso, os advogados de acusação solicitaram uma exigência adicional de que o fundador da FTX seja proibido de acessar ou transferir quaisquer ativos associados à FTX ou à Alameda Research.

No que os promotores se referem como uma fraude de proporções épicas, SBF é acusado de roubar bilhões de dólares em depósitos de clientes da FTX para sustentar seu fundo de hedge Alameda Research, realizar compras de imóveis e dar dinheiro para políticos.

Siga o Livecoins no Google News.
Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Read Entire Article