Genesis diz aos clientes que precisa de mais tempo para organizar suas finanças depois que a Gemini exigiu uma solução

1 year ago 90

O CEO interino da Genesis, Derar Islim, enviou uma segunda carta aos clientes para dizer que a empresa está trabalhando para resolver seus problemas de liquidez resultantes do colapso do FTX, mas ainda não chegaram lá.

Genesis diz aos clientes que precisa de mais tempo para organizar suas finanças depois que a Gemini exigiu uma solução

Derar Islim, CEO interino da formadora do mercado e credora de criptomoedas Genesis, enviou uma carta aos clientes atualizando-os sobre os esforços da empresa para organizar suas finanças e retomar os saques e a concessão de novos empréstimos. A carta datada de 4 de janeiro vem dois dias depois de uma troca de farpas no Twitter entre Barry Silbert, CEO do proprietário da Genesis - o Digital Currency Group - e Cameron Winklevoss, co-fundador da exchange de criptomoedas Gemini. Winklevoss elevou o tom do discurso para criticar a forma como a Genesis vem lidando com os seus problemas.

“Acreditamos que podemos chegar a uma solução”, escreveu Islim na carta, segundo uma reportagem da Bloomberg publicada em 4 de janeiro. Mas ele acrescentou que essa solução não viria rapidamente:

“Embora estejamos comprometidos em agir o mais rápido possível, este é um processo muito complexo e exigirá algum tempo adicional.”

Winklevoss postou uma carta aberta a Silbert no Twitter em 2 de janeiro, acusando-o de "se envolver em táticas de má fé" em relação à dívida de US$ 900 milhões da Genesis com a Gemini. “Pedimos que você se comprometa publicamente a trabalhar em conjunto para resolver esse problema até 8 de janeiro de 2023”, escreveu Winklevoss. Ele repetiu o pedido na thread, mas Silbert não reconheceu o problema.

So @BarrySilbert claims his company sent a proposal to #Gemini Earn credit committee last Thurs. the 29th. I’m guessing it was garbage since we never got that ‘fulsome’ update over the weekend. @cameron has been vocal, where are @tyler and @DerarIslim hiding? Take the gloves off!

— DivineCynic74 (@DivineCynic74) January 2, 2023

Então, @BarrySilbert afirma que sua empresa enviou uma proposta ao comitê de crédito da #Gemini Earn na última quinta-feira. dia 29. Acho que foi para o lixo, já que nunca recebemos aquela atualização 'completa' no fim de semana. @cameron tem falado, onde @tyler e @DerarIslim estão se escondendo? Tirem as luvas!

— DivineCynic74 (@DivineCynic74)

Os problemas financeiros da Genesis decorrem de fundos bloqueados em sua conta de negociação na FTX. A empresa declarou em 10 de novembro que tinha cerca de US$ 175 milhões em uma conta inacessível na exchage falida. A Genesis interrompeu os saques em 16 de novembro e supostamente contratou o banco de investimentos Moelis & Company para trabalhar em uma reestruturação da empresa na semana seguinte.

Islim disse aos clientes em uma carta datada de 7 de dezembro que “levará semanas adicionais, em vez de dias, para chegarmos a um caminho a seguir” em relação à recuperação financeira da Genesis.

A Gemini contratou o banco de investimentos Houlihan Lokey para ajudá-lo a criar um plano para “resolver os problemas de liquidez” que impediam a Genesis de pagar os US$ 900 milhões supostamente devidos aos membros do programa Gemini Earn. Em 20 de dezembro, Winklevoss estabeleceu um prazo de uma semana para que fosse apresentado um plano. Em 27 de dezembro, investidores do Gemini Earn processaram Cameron Winklevoss e seu irmão, Tyler, em razão dos fundos bloqueados no programa Earn, acusando-os de fraude e violações da lei de valores mobiliários.

LEIA MAIS

  •  

Read Entire Article