Gigante de mineração planeja realizar IPO em Abu Dhabi

10 months ago 55

Siga o CriptoFacil no Google News CriptoFacil

A Phoenix Technology, umas das maiores empresas de mineração de criptomoedas com sede nos Emirados Árabes Unidos (UAE), iniciou discussões preliminares sobre uma possível oferta pública inicial (IPO). De acordo com a empresa, o plano é abrir o capital em Abu Dhabi, segunda cidade mais importante do emirado depois de Dubai.

O feito ganha maiores proporções porque a região de UAE é bastante propícia para mineração, mas o país não possui nenhuma companhia listada. Dessa forma, a Phoenix pode ser uma pioneira nesse sentido, caso consiga vencer as regras ainda rígidas do emirado para o setor.

IPO de empresa de mineração

A Phoenix é especialista na venda de equipamentos de mineração para o setor varejista. Ou seja, com foco no consumidor final e em pequenas estruturas. De acordo com relatórios da Luxor Mining, a empresa está atualmente desenvolvendo uma das maiores instalações de mineração do Oriente Médio em UAE.

Se tudo correr como especulado, a empresa pode abrir o capital ainda este ano. No entanto, fontes alertam que as discussões ainda estão em andamento e os detalhes sobre o cronograma e o tamanho do IPO permanecem em aberto. Além disso, a empresa também deve informar posteriormente os planos que tem para a nova expansão.

Curiosamente, os planos da Phoenix de abrir com um esforço maior de UAE para se estabelecer como um importante centro de criptomoedas. O país já tem regras flexíveis para as empresas que desejam instalar suas operações, incluindo segurança jurídica em menos impostos. Isso atraiu gigantes como Binance Holdings Ltd., OKX e Bybit, que instalaram operações no país.

Os usuários locais de criptomoedas acham que a infraestrutura de negócios dos Emirados Árabes Unidos é superior à dos Estados Unidos quando se trata de criptomoedas. De acordo com a Bloomberg, a Phoenix opera mais de 700 megawatts (MW) de energia nos EUA, Canadá, Europa e Oriente Médio.

Em sua terra natal, a empresa pretende destinar US$ 2 bilhões para a construção da planta de mineração. Sua localização será no sul do país, que tem um clima menos severo para a mineração.

Acabando com restrições

Os Emirados Árabes Unidos são conhecidos como um dos países mais amigáveis ​​às regulamentações de criptomoedas. A Coinbase, por exemplo, já aumentou suas operações no país à medida que a pressão sobre a empresa aumenta nos EUA.

O país aumentou sua inspeção de solicitantes de licença de criptomoeda para fornecer o controle adequado de um setor recentemente marcado por controvérsias. Isso porque o sucesso de UEA causou uma grande demanda de empresas que desejam migrar para lá.

Essa ação é consistente com os esforços do país para se retirar da “lista cinza” da Força-Tarefa de Ação Financeira (GAFI) de nações que não fizeram um bom trabalho na identificação. Isto é, UAE ainda se enquadra como um “paraíso fiscal”, no sentido negativo do termo.

No entanto, UAE tem apoiado prontamente as empresas criptográficas dentro de suas fronteiras e está promovendo o uso de moedas digitais em vários setores para estimular uma adoção mais ampla e aumentar os volumes transacionais. Com regulamentos de ativos digitais atualizados recentemente, os Emirados Árabes Unidos visam atrair um influxo de novos investidores.

Siga o CriptoFacil no Google News CriptoFacil

Read Entire Article