Gol (GOLL4) supera expectativas no balanço com melhores margens, mas analistas mantêm cautela com ação

10 months ago 54

Em uma manhã de perdas para o Ibovespa, as ações da (GOLL4) começaram a sessão entre as maiores altas do índice, repercutindo os resultados da empresa no segundo trimestre de 2023, mas depois zeraram os ganhos, em um dia de volatilidade para os ativos. Às 10h39 (horário de Brasília) desta quinta-feira (27), os papéis da companhia aérea avançavam 1,65%, a R$ 10,46; já às 11h, os papéis caíam 0,10%, a R$ 10,28.

Entre abril e junho deste ano, a Gol conseguiu reverter um prejuízo bilionário registrado um ano antes. A companhia lucro líquido de R$ 556,3 milhões. No segundo trimestre de 2022, a cifra tinha ficado negativa em R$ 2,968 bilhões.

Conforme o esperado pelos analistas, o balanço da Gol foi em parte beneficiado pela desvalorização do dólar e uma queda no preço dos combustíveis, o que responde a 40% dos custos da companhia. Assim, a companhia conseguiu reduzir suas despesas em relação a um antes e sua receita por assento cresceu.

Os números ficaram acima do consenso do mercado em um período sazonalmente mais fraco para as aéreas, por ser uma época em que a demanda de viagens a lazer diminui.

Saiba mais:

Confira o calendário de resultados do 2º trimestre de 2023 da Bolsa brasileira

Ebook Gratuito

Análise de Balanços

Cadastre-se e receba um ebook que explica o que todo investidor precisa saber sobre os resultados das empresas

O que esperar da temporada de resultados do 2º trimestre? Confira ações e setores para ficar de olho

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os resultados da Gol no segundo trimestre de 2023 superaram todas as projeções do JP Morgan. Mas, após a divulgação do balanço, o banco manteve sua avaliação underweight, exposição abaixo da média do mercado, ou equivalente à venda, para o papel GOLL4, por calcular que o ativo está sendo negociado a múltiplos superiores à média de seus pares na América Latina.

Os analistas da casa afirmam que a gestão de riscos da companhia deve se manter no foco dos investidores. O preço-alvo do JP Morgan para a ação da Gol é de R$ 12,50.

O Goldman Sachs destacou a forte receita por assento (RASK), que avançou 12% ano a ano, enquanto os custos (CASK) recuaram 8% na mesma base de comparação. Mas o banco voltou a dizer que prefere estar exposto a companhias aéreas com balanços sólidos, diante de um cenário macroeconômico ainda incerto, e com capacidade de fazer preço em mercados mais saudáveis.

De acordo com os analistas, ao revisar o guidance para 2023, a Gol pode estar contando um ligeiro repasse da redução do preço dos combustíveis nas tarifas.

O Goldman Sachs tem avaliação neutra tanto para a ação da Gol negociada na B3 quanto para os seus ADR’s, os ativos da companhia negociados na Bolsa de Nova York. Para GOLL4, o preço-alvo é de R$ 13,50 e para o ADR, de US$ 5,65.  O banco tem preferência por Copa Airlines e Latam em sua cobertura.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O lucro antes de juros e impostos (Ebit, na sigla em inglês) da Gol foi de R$ 537 milhões, acima da estimativa do JP Morgan, de R$ 436 milhões. A margem de 13% da aérea também superou a projeção de 10,7% do banco. Além disso, a receita por assento (RASK) veio maior que a prevista pela casa, enquanto o custo (CASK) ficou abaixo das estimativas.

Os analistas da casa afirmam que a gestão de riscos da companhia deve se manter no foco dos investidores.

Read Entire Article