Hacker da BTC.com move fundos do Tornado Cash para Binance e KuCoin

1 year ago 125

Conforme noticiou o CriptoFácil, o proeminente pool de mineração de criptomoedas BTC.com sofreu um ataque no final do mês passado. Nesta ação, hackers levaram cerca de R$ 15 milhões em criptomoedas nas mãos do pool e de seus usuários.

Agora, novos detalhes surgiram sobre o paradeiro dos fundos roubados. E ao que tudo indica, os hackers começaram a mover o dinheiro de mixers para exchanges centralizadas.

De acordo com a empresa de pesquisa de mercado X-explore, os hackers movimentaram a maioria dos ativos roubados para o Tornado Cash. A atitude é esperada, já que o envio para mixers é uma estratégia para ocultar a origem de fundos obtidos de forma ilícita.

Contudo, os hackers também enviaram parte dos valores para exchanges centralizadas. A X-explore afirmou que os invasores escolheram a Binance e KuCoin para esse objetivo.

Monitorando as transferências

Como a tecnologia blockchain permite acompanhar as transações em tempo real, a X-explore conseguiu monitorar as carteiras passo a passo. Nesse sentido, a empresa identificou que uma carteira transferiu 32,5 Bitcoin (BTC), no valor de cerca de R$ 2,7 milhões.

De acordo com a X-explore, o endereço é suspeito de participar do roubo ao BTC.com. Os perpetradores poderiam ter lavado os fundos com a ajuda de um mixer centralizado.

O X-explore também afirmou que os hackers enviaram 1.964 Ether (ETH), ou cerca de R$ 11 milhões, em quatro novos endereços. Posteriormente, os invasores levaram os fundos para carteiras associadas a mixers, bem como para outras exchanges.

Conforme relatado anteriormente, os invasores roubaram ativos digitais no valor de R$ 3,5 milhões de propriedade dos clientes da BTC.com e quase R$ 11 milhões em valor de ativos de propriedade de sua empresa controladora, BIT Mining Limited, em 3 de dezembro.

Ou seja, os valores observados pela X-explore batem com as movimentações do roubo ao BTC.com. O pool relatou o ataque cibernético às autoridades policiais de Shenzhen na China algumas semanas depois.

Ao descobrir a violação, o BTC.com disse que sua equipe implementou uma tecnologia projetada para bloquear e interceptar hackers. O pool também afirmou que não houve prejuízos aos demais fundos dos usuários.

O BTC.com é um dos maiores pools de mineração de criptomoedas do mundo, respondendo por 3,8% da distribuição total do pool de mineração nos últimos sete dias. Os dados mais recentes sugeriram que sua taxa de hash era de 10,27 exahashes por segundo (EH/s).

Ataques a pools de mineração não são comuns, o que torna o caso do BTC.com ainda mais extraordinário em vários aspectos. Até o momento da finalização deste texto, ninguém foi preso e nenhum valor foi recuperado.

Read Entire Article