Humorista Lucas Veloso promete abrir “caixa preta” da Braiscompany

1 year ago 71

O humorista paraibano Lucas Veloso resolveu fazer propaganda contra a empresa de investimentos em criptomoedas Brasicompany. Por meio de sua conta no Instagram, Veloso afirmou ter sofrido um calote da empresa e recomendou aos seguidores que mantenham distância.

Veloso não cita o nome da Braiscompany nem do seu fundador, Antonio Neto Ais, mas o humorista tinha uma relação com a empresa desde 2020. De acordo com o comediante, a Braiscompany o procurou com o intuito de estabelecer uma parceria comercial. O objetivo era que Veloso divulgasse o serviço da empresa em suas redes sociais e ajudasse a atrair clientes.

No entanto, Veloso, filho do também humorista paraibano Shaolin, agora defende justamente o oposto. Na sequência de stories publicada na quinta-feira (5), ele afirma: “sai dessa empresa”.

“Peço perdão”, diz Veloso sobre ter feito propaganda da Braiscompany. Além disso, recomenda: “Sai da empresa, vai embora. Pessoas que trabalham lá dentro me disseram que tem comissão compartilhada para quem leva cliente ganha comissão…o nome disso é o que?”

Já nesta sexta-feira (6), Veloso deu outra justificativa para o rompimento da parceria. De acordo com o humorista, a a Braiscompany também entrou como sócia e patrocinadora de uma longa que ele tem planos de fazer. Mas o dinheiro nunca apareceu, mesmo depois que o filme recebeu aprovação da Agência Nacional de Cinema (Ancine).

Empresário vai processar Veloso

O dono da Braiscompany, Antonio Neo Ais, respondeu às acusações de Veloso. Em um vídeo gravado também no Instagram, Ais chamou o comediante de “mau caráter” e disse que irá processá-lo por difamação.

Nos stories, Veloso também prometeu abrir uma suposta caixa-preta da financeira. Em resposta, Ais afirma que não há nada de errado com as finanças ou o modelo de negócio da empresa. “Pelo contrário. Nós tempos compliance e o filme dele (Veloso) não apresentou os documentos exigidos”, disse.

Em um vídeo também no Instagram, Neto disse que vai processar Veloso por difamação e acusou Veloso de mudar de postura por interesse. Ais cita que o humorista queria “alguns milhões” para seu filme, e como a Brasicompany não pagou, começou os ataques contra a empresa.

Por fim, Ais mobilizou várias personalidades que saíram em sua defesa e da Braiscompany. Entre elas estão o ex-lutador baianao Acelino Popó Freitas e o cantor paraibano Fabiano Guimarães.

Braiscompany paralisa saques e gera polêmica

Esta é a segunda vez que a Braiscompany se envolve em polêmicas nas últimas duas semanas. A empresa chegou a paralisar temporariamente os pagamentos aos clientes no final de dezembro, conforme noticiou o CriptoFácil.

Na ocasião, os clientes foram até o Instagram da empresa e comentaram sobre o caso, mas alguns ficaram sem resposta. Em seguida, a Braiscompany afirmou que o atraso se deu por conta do lançamento do Brais App, seu novo aplicativo.

Só que a página da empresa no Reclame Aqui ainda possui uma série de comentários a respeito de atrasos nos pagamentos devidos. Um dos comentários, inclusive, aponta que a empresa não tem registro junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

 Reclame Aqui.

Fonte: Reclame Aqui.

Até o fechamento desta matéria, a página da Braiscompany no Reclame Aqui tinha pelo menos 15 reclamações que não foram respondidas.

O CriptoFácil entrou em contato com a empresa para solicitar um posicionamento a respeito dos pagamentos, mas não recebeu resposta até o momento.

Read Entire Article