Ibovespa sobe 2,19% e passa dos 107 mil pontos; Americanas (AMER3) e aéreas lideram altas

1 year ago 136
Mercado

Janize Colaço

por 05/01/2023 18:21 Atualizado em: 05/01/2023 18:25

Ibovespa sobe 2,19% e passa dos 107 mil pontos; Americanas (AMER3) e aéreas lideram altasFoto: Divulgação/B3

O Ibovespa hoje encerrou o pregão desta quinta-feira (05) em alta de 2,19%, aos 107.641,32 pontos, após oscilar entre 105.333,08 e 107.743,23 pontos. O volume financeiro do dia somou R$ 27,70 bilhões.

Após dias de muitos ruídos políticos no radar dos investidores, com falas desencontradas entre Ministros e outros nomes relevantes do atual governo, o Ibovespa começou se recuperar ontem e mantém a sinais de melhoria hoje.

“Nesta transição entre governos, essa volatilidade tem sido frequente e deve ser encarada com certa normalidade. Embora possa trazer certo desconforto para alguns investidores, surgem boas oportunidades para montar posições em boas empresas”, explica Elcio Cardozo, sócio da Matriz Capital.

As bolsas da Europa registram um dia misto e encerraram a quinta-feira com mais quedas do que altas. Os únicos avanços foram em Londres (FTSE 100), Lisboa (PSI 20) e Madri (IBEX 35), com altas de +0,63%, +0,24% e +0,54%, respectivamente.

As quedas nas bolsas europeias aconteceram em Frankfurt (DAX), com -0,36%, Milão (FTSE MIB), em -0,14%, Paris (CAC 40), em -0,22%, e Moscou (MOEX), de -0,54%. Em Nova York, também houve quedas. O Dow Jones, S&P e Nasdaq recuaram -1,02%, -1,17% e -1,47%, respectivamente.

Já o dólar despencou e fechou com queda de 1,84%, a R$ 5,351, após oscilar entre R$ 5,351 e R$ 5,429 durante o dia. Por outro lado, o petróleo fechou alta. O barril de petróleo Brent terminou o dia em US$ 78,69, com alta de +1,09%, e o WTI ficou em US$ 73,67, com alta de +1,14%%.

Notícias que movimentam a Bolsa de Valores hoje

  • Tebet assume Planejamento e promete ficar de olho na responsabilidade fiscal
  • Oi (OIBR3) planeja cisão após fim da recuperação judicial
  • Pedidos de seguro-desemprego nos EUA caem para 204 mil

Tebet reconhece divergência com Haddad e promete responsabilidade fiscal

Simone Tebet (MDB) tomou posse do Ministério do Planejamento e Orçamento durante cerimônia realizada nesta quinta (5). A ministra reconheceu que tem divergências com a equipe econômica liderada por Fernando Haddad (PT), mas avisou que atuará junto com o time petista e prometeu monitorar a dívida pública durante sua gestão.

“A minha surpresa foi dupla: primeiro porque fui escolhida para ser ministra, em um convite especial do presidente Lula. Segundo, porque fui parar justamente em uma pauta na qual tenho alguma divergência”, detalhou Simone.

Um dos desafios que a ministra enfrentará na pasta é a revisão do orçamento público federal, com a avaliação das políticas públicas e a definição da alocação dos recursos federais.

Oi planeja cisão para separar “filé” do “osso”

Com o fim do processo de recuperação judicial, a Oi estuda separar as operações da Oi Fibra em uma nova empresa independente, batizada temporariamente como ClientCo.

Segundo informações divulgadas nesta quinta (5), o projeto prevê que o “filé” do grupo seja desmembrado, enquanto o “osso” segue dentro da companhia. A iniciativa abrigará os ativos da Oi Fibra, que são a base de clientes, canais de comunicação, venda e atendimento e os sistemas para a prestação do serviço de banda larga.

As ações da Oi subiram 6,25% a R$ 0,17 no pregão desta quinta-feira (5).

Pedidos de seguro-desemprego nos EUA caem para 204 mil

Os pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos tiveram queda de 19 mil na semana encerrada em 31 de dezembro, a 204 mil.

Os dados de desemprego nos EUA foram divulgados nesta quinta (5) pela pesquisa do Departamento do Trabalho. O resultado veio abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que estimavam 223 mil solicitações.

O total de pedidos de auxílio-desemprego da semana anterior foi levemente revisado para baixo, de 225 mil a 223 mil. Já o número de pedidos continuados mostrou redução de 24 mil na semana encerrada em 24 de dezembro, a 1,694 milhão.

Maiores altas do Ibovespa:

Maiores baixas do Ibovespa:

  • Raizen (RAIZ4): -2,41%
  • Qualicorp (QUAL3): -2,32%
  • São Martinho (SMTO3): -2,18%
  • Lojas Renner (LREN3): -1,79%
  • Tim (TIMS3): -1,18%

Fechamento dos outros índices brasileiros

  • Small Caps (SMLL): +2,34%
  • BDRs (BDRX): -2,18%
  • Fundos Imobiliários (IFIX): +0,31%

Cotação do Ibovespa nesta quarta-feira (04)

Ibovespa fechou o pregão desta quinta-feira (05) em alta de 2,19%, aos 107.641,32 pontos.

Com informações do Estadão Conteúdo

Read Entire Article