Inflação na Zona do Euro desacelera para 9,2% e fica abaixo do esperado

1 year ago 72
Internacional

A inflação anualizada na Zona do Euro desacelerou para 9,2%, conforme os dados do índice anual de inflação ao consumidor (CPI, pela sigla em inglês) divulgados nesta sexta-feira (6) pela Eurostat, a agência de estatísticas da União Europeia.

Isso pois o índice mostrou deflação no mês de dezembro, com recuo de 0,3%, ao passo que o mercado esperava uma alta de 0,8%, refletindo um aumento da inflação.

Na divulgação anterior dos dados da inflação na Zona do Euro, em novembro, o índice anualizado estava em 10,1%.

A prévia de dezembro ficou bem abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam recuo da taxa do CPI a 9,7%.

Em outubro, a inflação anual do bloco atingiu a máxima histórica de 10,6%.

Energia puxou desaceleração da inflação

A desaceleração veio com o arrefecimento dos preços de energia, que subiram 25,7% em dezembro ante um ano antes, após saltarem 34,9% in novembro.

O núcleo do CPI, que desconsidera os preços de energia e de alimentos, teve acréscimo anual de 5,2% em dezembro. Neste caso, a projeção do mercado era de alta de 5,1%.

Vendas no Varejo cresceram

Além dos dados de inflação divulgados nesta sexta (6), a Eurostat também divulgou o indicador que mensura o volume de vendas no varejo.

Conforme a agência de estatísticas, as vendas no varejo da zona do euro subiram 0,8% em novembro ante outubro.

O resultado superou a expectativas de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam alta de 0,5% no período.

Em relação a igual mês de 2021, as vendas do setor varejista do bloco sofreram contração de 2,8% em novembro.

A Eurostat, que divulgou também os dados de inflação, revisou os dados de vendas de outubro, para recuo de 1,5% na comparação mensal e declínio de 2,6% no confronto anual.

Com Estadão Conteúdo

Read Entire Article