Japão mostra interesse em acelerar adoção de Bitcoin

10 months ago 64

O primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida, participou por vídeo de uma conferência de criptomoedas no país, declarando seu apoio a adoção de bitcoin e Web3 no território.

De acordo com ele, o “novo capitalismo” de seu governo planeja evoluir com tecnologias promissoras, como as criptomoedas.

Ao focar em questões sociais do país, por exemplo, o Japão pode impulsionar o motor de crescimento e evoluir ainda mais. Vale lembrar que o governo japonês é um dos primeiros a liberar a negociação de criptomoedas e regular corretoras no mundo.

Japão pode ter maior adoção de bitcoin, sugere primeiro-ministro: “novo capitalismo”

De acordo com o CoinPost, em um evento organizado pelo próprio portal de criptomoedas japonês, o primeiro-ministro Fumio Kishida apareceu com uma fala promissora ao mercado local.

Isso porque, ele defendeu que o Japão e outros países se unam para criar uma economia digital em metaverso, que pode impulsionar relações.

Durante seu discurso, Kishida ainda mencionou que a Web3 possui a capacidade de revolucionar a estrutura tradicional da Internet e gerar impacto significativo nas esferas sociais. Além disso, ressaltou o empenho do governo em aprimorar o cenário para promover o desenvolvimento da Web3.

Ao final de seu discurso, o primeiro-ministro declarou acreditar na volta de projetos da nova internet.

“Espero que a indústria da Web3 recupere sua atenção e vitalidade e que vários novos projetos surjam.”

Bitcoin é um meio de pagamento legal no Japão desde 2017

O Japão já largou na frente de muitos países, inclusive entre as maiores potências econômicas mundiais, ao dar ao Bitcoin o status de pagamento legal, em 2017.

Além disso, o país regulamentou as corretoras de criptomoedas, que começaram a operar com licenças dos reguladores e melhorou a confiança geral dos investidores. Vale lembrar que a quebra da MTGox, uma das maiores corretoras do mundo em 2014 e que tinha sede em Tóquio, deixou muitos japoneses com prejuízo, assim, a regulação chegou no país para suprimir novos golpes.

Com o governo regulando o mercado de criptomoedas ao invés de proibir seu funcionamento, a cultura do bitcoin continuou crescendo no Japão nos últimos anos, agora claramente apoiada pelo seu primeiro-ministro. No país, o primeiro-ministro detém o controle das políticas, enquanto o imperador cuida apenas de questões diplomáticas.

Outra prática que o Japão implementou após a regulação das criptomoedas é a tributação dos investidores. Ou seja, uma ampla adoção ao mercado pode levar a mais arrecadações de impostos pelo estado japonês, que espera um grande crescimento da tecnologia em seu território.

Read Entire Article