Lula prorroga desoneração sobre gasolina até 28/2 e de diesel e GLP até 31/12

1 year ago 91
Economia
Lula prorroga desoneração sobre gasolina até 28/2 e de diesel e GLP até 31/12Lula prorroga desoneração sobre gasolina até 28/2 e de diesel e GLP até 31/12. Foto: Engin Akyurt/Unsplash

No primeiro dia útil do governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) publicou nesta segunda-feira, 2, a Medida Provisória que prorroga a desoneração de tributos federais sobre os combustíveis. A medida mantém até o fim do ano o PIS/Pasep e a Cofins zerados sobre diesel, biodiesel e gás liquefeito (GLP) de cozinha, enquanto os tributos para a gasolina e para o álcool ficarão zerados até 28 de fevereiro.

No caso de operações envolvendo gasolina, exceto para aviação, também foi ampliada até 28 de fevereiro a zeragem da Cide. A medida publicada por Lula ainda estende a desoneração para os cinco produtos em caso de importação, nas respectivas datas.

A MP publicada por Lula também suspende até 28 de fevereiro o pagamento da contribuição para o PIS/Pasep e da Cofins incidentes sobre as aquisições no mercado interno e nas importações de petróleo efetuadas por refinarias para a produção de combustíveis.

Outra medida ampliada pela MP é a desoneração de PIS/Cofins de querosene de aviação e gás natural veicular (GNV). O ato zera os tributos sobre os dois produtos até 28 de fevereiro.

No domingo, o futuro presidente da Petrobras (PETR4), Jean Paul Prates, havia prometido que a prorrogação da zeragem de impostos federais sobre os combustíveis duraria 60 dias, mas o texto tornado público nesta segunda-feira amplia o incentivo por mais tempo.

A medida provisória foi assinada por Lula e pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad.

Desoneração de combustíveis foi debatida antes de começo do governo Lula

A desoneração de combustíveis entrou em debate mesmo antes do início do novo governo.

Lula precisa dos recursos para fechar as contas após a expansão fiscal de R$ 168 bilhões autorizada pela Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Transição.

Mas politicamente tornou-se difícil Lula não prorrogar a medida criada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) às vésperas da eleição, já que é altamente impopular aumentar os preços de combustíveis. A desoneração federal sobre combustíveis custa cerca de R$ 50 bilhões.

Com Estadão Conteúdo

Read Entire Article