Magazine Luiza (MGLU3) tem capital de giro, ‘mas pequenos sofrem’, diz Luiza Trajano, ao defender (outra vez) o corte na Selic

10 months ago 93
Negócios

A presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza (MGLU3), Luiza Helena Trajano, voltou a defender a queda da Taxa Selic em novas declarações.

Magazine Luiza (MGLU3) tem capital de giro, ‘mas pequenos sofrem’, diz Luiza Trajano, ao defender (outra vez) o corte na Selic Luiza Trajano, do Magazine Luiza (MGLU3) organiza abaixo-assinado para pressionar baixa da Selic - Foto: Flickr

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/07/1420x240-Banner-Materias-01-3.png

Segundo a executiva, um corte de juros deve beneficiar o varejo, especialmente as companhias menores. A declaração foi dada pela presidente do Conselho do Magazine Luiza durante o Fórum E-commerce Brasil.

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central se reúne na próxima semana, nos dias 1º e 2, para decidir sobre a manutenção ou não das taxas de juros.

“Magazine tem capital de giro pela primeira vez, mas pequena e média empresa sofre”, disse Luiza Trajano.

A executiva ainda disse que o cenário brasileiro tem ‘alta de juros de 2% para 13% de repente’.

A empresária destacou que uma alternativa para uma grande rede de lojas como o Magalu é realizar descontos em massa e promoções em grande escala, visando aumento do volume geral de vendas da companhia.

“Com campanhas, vendemos na segunda-feira o que iríamos vender em uma semana”, disse.

Além disso, Luiza Trajano disse que em países emergentes, a economia é movida pelo patamar de renda e pelo acesso ao crédito.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/07/Image_20230704_105729_406.png

Com isso, o nível de emprego e financiamento seriam determinantes para o varejo.

“Se você corta essas duas coisas, você corta toda a economia do país”, disse a presidente do Magazine Luiza.

Luiza Trajano faz abaixo-assinado para pressionar BC pelo corte da Selic

Não é a primeira vez que a empresária do  Magazine Luiza (MGLU3) Luiza Trajano se manifesta veementemente contra a atual taxa de juros. Após ter revelado que fez mais de 20 ligações para o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, pedindo pela redução da Selic, Trajano fez uma nova manobra: ligou diretamente para integrantes do “Conselhão” de Lula em busca de apoio para um abaixo-assinado para pressionar o BC. A informação exclusiva é de Lauro Jardim, do O Globo.

A atual presidente do conselho de administração do Magazine Luiza tem feito cobranças contínuas a Campos Neto, sobre uma sinalização de corte na Selic, mantida na última reunião do Copom em junho a 13,75% ao ano.

Em maio a dona do Magazine Luiza desabafou: ““Eu estou lutando para abaixar os juros. Espero [que venha na próxima reunião] pelo menos um sinal. Se não vier, vai ser muito triste. O pequeno e o médio estão sofrendo muito”, comentou com jornalistas após participar de um seminário do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza (MGLU3)Luiza Trajano, afirmou que está “lutando” para que o Copom do Banco Central dê início a um movimento de corte da Selic.

A empresária disse que “esperava pelo menos um sinal” para essa redução na Selic na reunião do Comitê do BC, em 20 e 21 de junho de 2023, conforme informações do jornal Valor Econômico.

Os juros foram mantidos pelo colegiado do Banco Central. As próxima reuniões serão em 1º e 2 de agosto. Analistas do mercado está divididos se o primeiro corte da Selic vai ocorrer nessa reunião ou na de setembro, em 19 e 20 de setembro.

Na Ata do Copom divulgada em 27 de junho a sobre decisão de manutenção dos juros em 13,75%, o Banco Central diz que vai manter a taxa no patamar atual “até que se consolide não apenas o processo de desinflação como também a ancoragem das expectativas em torno de suas metas”.

Além disso, a Ata do Copom mostrou divergências sobre os próximos passos da política monetária do Brasil.

O comitê destaca que já há consenso para “um processo parcimonioso de inflexão na próxima reunião”.

Contudo ainda há um grupo de diretores que é mais conservador e que enfatizou que o processo de desinflação ainda é fruto de núcleos que são voláteis dentro do indicador oficial.

O grupo pede mais cautela e reancoragem das expectativas. Por Isso Luiza Trajano está convocando empresários e políticos para reforçar a campanha pela redução da taxa Selic.

A cobrança da empresária do Magazine Luiza vem de antes da última reunião do Copom

Em 12 de junho, a empresária falou sobre o corte de juros em um evento com Líderes do Varejo do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV). Na ocasião, ela revelou que já fez mais de 20 ligações ao presidente do BC, além de já ter repassado diversos recados demonstrando seu desejo de que haja uma redução na taxa básica de juros, a Selic.

Em resposta, o presidente do Banco Central havia destacado que ele é apenas um dos oito votos sobre as decisões tomadas pelo Comitê de Política Monetária (Copom) e que, por essa razão, não poderia confirmar o corte na Selic.

Antes dessa ocasião, Trajano também havia conversado com jornalistas em um seminário do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em maio desta ano, sobre as dificuldades que o setor do varejo vinha enfrentando.

“Eu estou lutando para abaixar os juros. Espero [que venha na próxima reunião, ocorrida em 20 e 21 de junho] pelo menos um sinal. Se não vier, vai ser muito triste. O pequeno e o médio estão sofrendo muito,” desabafou a empresária.

Na ocasião do bate-papo com os jornalistas, a empresária também ressaltou que a alta dos juros reflete na operação do Magazine Luiza, pois o poder de compra dos consumidores acaba sendo retraído.

Cotação das ações do Magazine Luiza

Cotação MGLU3

Gráfico gerado em: 26/07/2023

1 Ano

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Read Entire Article