Memecoin inspirada na nova logo do Twitter dispara 300% em dia de ‘ressurreição de criptomoeda morta’ e reação do Bitcoin

9 months ago 74

O mercado de criptomoedas operava com uma capitalização de mercado de US$ 1,19 trilhão (+1,25%) na manhã desta quinta-feira (27), quando o Bitcoin (BTC) estava precificado pouco acima de US$ 29,5 mil (+1,24%) e com retração de dominância de mercado, para 48,2%.

Os números retratavam dissociação com os principais índices do mercado de ações, que se retraíram na última quarta-feira (26) após nova elevação de 0,25% na taxa de juros do Federal Reserve (Fed), o banco central dos EUA, que atingiu o maior índice anual dos últimos 22 anos, para uma faixa anual entre 5,25% e 5,50%.

Declarações do presidente do Fed, Jerome Powell, dando a entender que a autoridade monetária pode elevar ainda mais a taxa de juros durante a próxima reunião do comitê de política monetária (Fomc) em setembro, também colaboraram para o aumento do FUD (medo, incerteza e dúvida) entre os investidores. 

O “suspense de Powell” impactou negativamente os principais índices do mercado de ações, entre eles o S&P 500 e o Nasdaq, que fecharam em 4.566,75 (-0,016%) e 14.127,28 pontos (-0,12) respectivamente. 

Em relação ao Bitcoin, a plataforma de monitoramento Santiment informou que houve um aumento nas discussões envolvendo o BTC após o aumento da taxa de juros e ressaltou que “geralmente, esse alto domínio social é um sinal de medo, aumentando a probabili9dade de aumento de preço.”

🗣️ The ratio of discussions related to #Bitcoin vs. other top 100 assets has surged following the #FOMC hiking rates, and $BTC teasing $30k once again. Generally, this high social dominance is a sign of fear, increasing the likelihood of a price rise. https://t.co/67SiddJYW6 pic.twitter.com/dFYdB254SW

— Santiment (@santimentfeed) July 26, 2023

As principais altcoins em capitalização de mercado avançavam, o ETH valia 1.883 (+1,60%), o XRP se equiparava a US$ 0,71 (+2,87%), o SOL era trocado de mãos por US$ 25,39 (+7,74%), o MATIC estava quantificado em US$0,73 (+4%), o BCH se equiparava a US$ 247,50 (+5%) e o LINK era transacionado por US$ 7,99 (+6,48%).

No campo das altas de dois dígitos percentuais, o PEPE se convertia em US$ 0,0000014 (+15,84%), o XLM equivalia a US$ 0,16 (+14,79%), o SNX correspondia a US$ 2,94 (+11%), o BRISE estava cotado a US$ 0,00000036 (+16,83%), o BITCOIN valia 0,10 (+60%), o NMR era comprado por US$ 14,68 (+10%), o OGN era trocado por US$ 0,11 (+26%) e o VERI estava nivelado em US$ 17,87 (+25%).

Um dos destaques era o XXX, memecoin inspirada na nova logo do Twitter, a letra “X”, lançada esta semana. No caso do XXX, o token era negociado por US$ 0,00000169 (+239%) com um pico de preço em torno de 300% na ocasião da listagem da memecoin na plataforma de lançamento da exchange Bitget, durante a madrugada. 

Gráfico de 24 do par XXX/USDT na Bitget. Fonte: TradingView

Quem também disparou 300% nas últimas horas era a CoinKoda (KODA), cuja página informada pela plataforma de monitoramento CoinMarketCap direcionava para um perfil que já não existe no Twitter. 

Gráfico de 24 horas do par KODA/USD. Fonte: CoinMarketCap

A página do projeto na internet retornava apenas uma mensagem dizendo que “a evolução está chegando”. O que parece demorar, já que a memecoin foi lançada em 2021 com uma queda acumulada de mais de 96%.

Gráfico histórico do par KODA/USD. Fonte: CoinMarketCap

Read Entire Article