Meta acumula mais US$ 3,7 bilhões em perdas com metaverso, enquanto CEO está de olho na retenção de usuários do Threads

9 months ago 33

O prejuízo da Meta com suas operações relacionadas ao metaverso chegou a US$ 3,74 bilhões no segundo trimestre de 2023. A Big Tech gastou US$ 7,7 bilhões em seu negócio de realidade virtual até agora em 2023.

Os resultados da Meta no segundo trimestre de 2023, divulgados em 26 de julho, mostraram que a empresa registrou um ganho de receita de 11% em comparação com o mesmo trimestre do ano passado, totalizando US$ 31,9 bilhões.

A receita do Reality Labs, setor da empresa focado no desenvolvimento do metaverso, atingiu US$ 276 milhões. Foi a menor em dois anos e representou uma queda de quase 40% em comparação com o segundo trimestre de 2022.

Resultados da Meta por segmento em milhões desde o segundo trimestre de 2021, com destaques adicionais sobre a receita e as perdas operacionais do Reality Labs no segundo trimestre de 2023. Fonte: Meta

Na teleconferência de apresentação dos resultados, a chefe financeira da Meta, Susan Li, disse que a queda na receita do Reality Labs foi causada pela redução nas vendas do headset de realidade virtual (VR) Quest 2. As despesas do departamento aumentaram 23%, chegando a US$ 4,0 bilhões, em parte devido ao crescimento dos custos com pessoal.

O prejuízo operacional do Reality Labs deve aumentar até 2023, disse a Meta. Foram citados o desenvolvimento de produtos relacionados à realidade virtual e os investimentos adicionais no desenvolvimento do metaverso como a razão para o aumento do prejuízo.

Na chamada, o chefe da Meta, Mark Zuckerberg, disse que a empresa está se concentrando "na inteligência artificial no curto prazo e no metaverso no longo prazo."

Ele reiterou que a Meta está totalmente comprometida com o metaverso juntamente com seus investimentos em IA e disse que as duas áreas se sobrepõem e são complementares.

Ele acrescentou que o modelo de IA Llama está sendo usado para criar vários produtos que ajudarão os usuários a "criar mundos virtuais, assim como avatares e objetos que os habitam" e disse que compartilharia mais informações sobre as conexões entre IA e o metaverso no final do ano.

O preço das ações da Meta saltou após a divulgação do balanço trimestral, subindo mais de 7% nas negociações após o expediente nos EUA, e chegaram a ser negociadas por cerca de US$ 320, de acordo com dados do Google Finance. As ações da Meta valorizaram quase 140% no acumulado do ano, mas ainda estão abaixo de seu recorde histórico de setembro de 2021, quando chegou a ser negociada por mais de US$ 378.

Preço das ações da Meta subiu para mais de US$ 320 nas negociações após o expediente em 26 de julho. Fonte: Google Finance

Zuckerberg mencionou que a plataforma de rede social Threads, lançada em 6 de julho, está "registrando mais pessoas a utilizando diariamente do que eu esperava" e disse que a Meta estava focada primeiramente na retenção de usuários do Threads, depois no crescimento e, mais tarde, na monetização da plataforma.

Os comentários foram feitos no mesmo dia em que um relatório de 26 de julho da empresa de análise de dados Similarweb afirmou que os usuários do Threads caíram 60% desde o lançamento.

O Threads atingiu o pico de 49 milhões de usuários ativos diários em seu aplicativo para Android em 7 de julho, mas caiu para 12,6 milhões de usuários ativos diários em 23 de julho. Os usuários teriam gasto menos de cinco minutos por dia no aplicativo na semana passada.

A Similarweb disse que ainda não tem os dados dos usuários do iOS da Apple, mas suspeita de um "padrão de alta e baixa" semelhante.

LEIA MAIS

Read Entire Article