Payroll: EUA criam 223 mil empregos em dezembro, acima das estimativas; desemprego cai para 3,5%

1 year ago 104

Os Estados Unidos criaram 223 mil vagas de trabalho fora do setor agrícola em dezembro, acima do esperado, apontam dados do payroll divulgado nesta sexta-feira (6) pelo Departamento do Trabalho. A taxa de desemprego recuou de 3,7% em novembro para 3,5% em dezembro.

A expectativa segundo o consenso Refinitiv era de que os empregadores criariam 200 mil vagas fora do setor agrícola no mês. A estimativa para a taxa de desemprego era de manutenção em 3,7%.

O Departamento do Trabalho informou que o número de desempregados caiu para 5,7 milhões em dezembro.

A variação no total de empregos não-agrícolas em outubro foi revisada para baixo em 21.000, de +284.000 para +263.000, e a variação de novembro foi revisada para baixo em 7.000, de +263.000 para +256.000. Com essas revisões, os ganhos de emprego em outubro e novembro combinados foram 28.000 menores do que o relatado anteriormente.

A taxa de participação na força de trabalho foi pouco alterada em dezembro e ficou em 62,3% no mês e está 1,0 ponto porcentual abaixo dos valores de fevereiro de 2020, antes da pandemia do coronavírus.

Segundo o Departamento, houve ganhos de emprego significativos em lazer e hotelaria), saúde, construção e assistência social.

Em dezembro, o emprego em lazer e hospitalidade aumentou em 67.000 vagas. O emprego continuou a tendência de alta em serviços de alimentação e bebidas (+26.000); diversões, jogos de azar e recreação (+25.000); e alojamento (+10.000). Lazer e hotelaria somaram em média 79 mil empregos por mês em 2022, substancialmente menor do que o ganho médio de 196.000 empregos por mês em 2021.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O emprego em assistência médica aumentou 55.000 em dezembro, com ganhos em serviços de assistência médica ambulatorial (+30.000), hospitais (+16.000) e enfermarias e residências (+9.000). O crescimento do emprego na área da saúde foi em média de 49.000 vagas por mês em 2022, consideravelmente acima de 2021, que teve ganho médio mensal de 9.000.

Já o emprego na construção aumentou em 28.000 em dezembro, com destaque para empreiteiros especializados, categoria que adicionou 17.000 empregos ao índice. O emprego na construção aumentou em média 19.000 por mês em 2022, pouco acima da média de 16.000 por mês em 2021.

A assistência social criou 20 mil empregos em dezembro. Nessa categoria, o emprego em serviços individuais e familiares continuou a tendência de alta ao longo do mês (+10.000). Houve crescimento médio do emprego na assistência social em 17.000 por mês em 2022, em comparação com a média de 2021, de 13.000 por mês.

Em outros serviços, o emprego também continuou a crescer em dezembro (+14.000). O crescimento mensal do emprego em outros serviços foi em média de 14.000 em 2022, inferior à média de 24.000 por mês em 2021.

O emprego no comércio varejista mudou pouco em dezembro (+9.000 vagas). A média mensal em 2022 foi de 16.000, menos da metade do crescimento médio de 35.000 por mês em 2021.

A indústria criou 8.000 vagas em dezembro, com os ganhos de emprego em bens duráveis bens (+24.000) parcialmente compensados ​​por perdas em bens não duráveis ​​(-16.000). Em 2022, a manufatura adicionou uma média de 32.000 empregos por mês, pouco diferente da média de 30.000 empregos por mês em 2021.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em dezembro, os ganhos médios por hora de todos os funcionários com folhas de pagamento privadas não agrícolas aumentaram em 9 centavos, ou 0,3%, para US$ 32,82. Nos últimos 12 meses, o salário médio por hora aumentou 4,6%. Em dezembro, o rendimento médio por hora da produção do setor privado e funcionários não supervisores subiram 6 centavos, ou 0,2%, para US$ 28,07.

Descubra por que a queda da Bolsa representa uma rara oportunidade e veja 6 ações incrivelmente baratas para comprar hoje

Read Entire Article