Petrobras (PETR4): Ações disparam após Prates negar intervenção no preço dos combustíveis

1 year ago 67
Negócios

Após abrirem o pregão em queda em meio a troca no comando e a queda do petróleo, as ações da Petrobras (PETR4) viraram para alta e sobem 2,5% no intradia desta quarta-feira (4).

O motivo é a fala do Senador Jean-Paul Prates (PT-RN), que foi indicado pelo Governo Lula (PT) como o futuro presidente da Petrobras.

Conforme informações da Bloomberg, Prates afirmou que não haverá intervenção direta no preço dos combustíveis.

Além disso, disse que não haverá desvinculação dos preços internacionais – em alusão à paridade internacional, adotada em 2016 pelo governo Temer.

Os papéis subiram cerca de 5% entre às 12h55 e as 13h15, logo após a fala de Prates.

Assim, com o acumulado de 2,5% de alta do intradia, os papéis PETR4 ainda ficam fora das maiores altas, mas puxam o Ibovespa para cima dada a relevância na carteira do índice.

Troca no comando da Petrobras

O nome da Prates, já cotado há meses para a Petrobras, foi indicado formalmente na noite de terça (3).

A indicação de Prates para a Petrobras ainda deve enfrentar um processo de governança interna para que o parlamentar possa assumir a presidência do Conselho de Administração da companhia, passando por um Comitê de Elegibilidade.

Um dos possíveis impeditivos, a Lei das Estatais, foi alterado pela Câmara recentemente.

O regramento aprovado pelos parlamentares prevê uma redução no tempo mínimo fora de campanhas políticas para poder assumir a presidência de uma estatal.

Prates ficaria impossibilitado por ter concorrido à prefeitura de Natal (RN) em 2020 e a suplente de Senador nas eleições federais de 2022.

Atual presidente renunciou

Na manhã desta quarta (4) a Petrobras comunicou oficialmente a renúncia do então presidente da companhia, Caio Mario Paes de Andrade.

Caio Mario Paes de Andrade foi o 4º presidente da Petrobras durante o mandato de Jair Bolsonaro (PL) e estava no cargo desde junho de 2022.

O executivo deixa o cargo para ocupar o cargo na Secretaria de Gestão do governo de Tarcísio Freitas (Republicanos), em São Paulo.

João Henrique Rittershaussen, Diretor de Desenvolvimento da Produção, foi designado como sucessor após a formalização da renúncia, passando a ser então o presidente interno da Petrobras.

Read Entire Article