Petrobras (PETR4) chega a subir mais de 5% após Prates descartar intervenção direta em combustíveis

1 year ago 118

As ações da Petrobras (PETR3;PETR4) saíram de uma sessão de queda para ganhos no início da tarde desta quarta-feira (4) após indicações do indicado a CEO da estatal pelo novo governo, além de uma melhora geral do mercado.

Por volta das 13h15 (horário de Brasília), as ações PETR3 subiram 4,26% (R$ 26,90) e as PETR4 chegaram a saltar 5,64%, a R$ 23,60; às 14h, os ganhos eram mais modestos – de 2,25% (R$ 26,39) e 3,45% (R$ 23,11) respectivamente -, mas ainda significativos. Contudo, no acumulado dos três primeiros pregões do ano, ainda caem cerca de 6%. A sessão é de forte queda para o petróleo, com o brent caindo mais de 4% e operando abaixo de US$ 80 o barril.

Em entrevista a jornalistas, o senador Jean Paul Prates (PT-RN), indicado pelo governo para a estatal, afirmou que não haverá intervenção direta nos preços de combustíveis, sendo a ideia desvincular da paridade de importação. “Hoje você simula um diesel feito em Roterdã, mais um frete, mais outras despesas e aplica no preço. Isso não premia quem produz aqui”, destacou.

Além disso, apontou que elevar a capacidade de refino da Petrobras é diferente de construir novas refinarias.

Prates afirmou ser possível aumentar a capacidade de refino usando as mesmas instalações da refinarias já existentes com pedaços novos para determinados tipos de combustível”.

O indicado a CEO afirmou que tudo será feito sem tabelamento e sem intervenção direta no mercado.

Os investidores ainda viram uma melhora generalizada dos ativos após o ministro da Casa Civil, Rui Costa, dizer nesta quarta-feira  a jornalistas que o governo não está avaliando neste momento revisão de reformas anteriores, incluindo a da Previdência.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O comentário, feito após a cerimônia de posse do vice-presidente Geraldo Alckmin no comando do Ministério do Desenvolvimento, veio um dia depois de o novo ministro da Previdência, Carlos Lupi, ter criticado em seu discurso de posse o que chamou de “antirreforma” da Previdência do governo Jair Bolsonaro, sinalizando que pode discutir mudanças.

Mudanças no radar

Cabe destacar que nesta quarta-feira o Conselho de Administração aprovou o encerramento antecipado do mandato de Caio Mário Paes de Andrade como presidente da Petrobras, com efeitos a partir de hoje, e nomeou como presidente interino da companhia o diretor executivo de Desenvolvimento da Produção, João Henrique Rittershaussen, até a eleição e posse de novo presidente (sendo o indicado do governo Jean Paul Prates).

A Levante Ideias de Investimento ressalta que, confirmada a renúncia do executivo, os atuais conselheiros da companhia devem aceitar o nome de Prates como seu substituto, em reunião extraordinária (AGE), após a manifestação do
Comitê de Pessoas (Cope) da Petrobras, o que deve levar em torno de 30 dias. Já no caso do atual conselho não aceitar a indicação, uma nova AGE deve ser realizada para destituir o conselho e eleger novos nomes, desta vez indicados pelo novo governo.

“A troca no comando da estatal com a saída de Caio e a entrada de Jean Paul já era esperada pelo mercado, com a principal questão atual sendo qual o tempo necessário para que a mudança seja efetivada. Mesmo que o nome do senador não cumpra todos os requisitos dos comitês internos de governança da estatal, acreditamos que o político deve assumir o comando da companhia sem maiores problemas ainda neste trimestre”, afirma.

A Levante ressalta que, a partir de agora, o mercado deve ficar atento às falas e propostas de Jean, que já se mostrou contrário à política de preços praticada atualmente (PPI), ao plano estratégico aprovado recentemente, ao plano
de desinvestimentos e à política de dividendos. “Uma mudança radical no plano estratégico deve levar um tempo maior para acontecer, mas a distribuição de gordos dividendos deve chegar ao fim assim que Jean assumir”, avalia, o que tem pressionado os ativos da estatal. Assim, qualquer indicação de menor intervenção também acaba tendo impacto positivo, ainda que as ações venham de forte queda.

(com Reuters)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Descubra por que a queda da Bolsa representa uma rara oportunidade e veja 6 ações incrivelmente baratas para comprar hoje

Read Entire Article