Petrobras (PETR4): produção total cai 0,6% no 2º trimestre, para 2,64 milhões de barris por dia

10 months ago 67

A Petrobras (PETR4) registrou uma produção total, em média, de óleo, LGN e gás natural no segundo trimestre de 2023 (2T23) de 2,64 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), uma redução de 0,6% em relação à produção do segundo trimestre do ano passado (2T22) e 1,5% abaixo da produção do 1T23.

Com relação ao petróleo, a estatal produziu em média de 2,1 milhões de barris por dia (bpd) no segundo trimestre no Brasil, queda também de 0,6% ante o mesmo período do ano passado. Na comparação com o quarto trimestre houve um recuo ainda maior, de 1,8%, adicionou a companhia.

Segundo a estatal, o desempenho se deve em função, principalmente, do maior volume de perdas por paradas e manutenções, do declínio natural de campos maduros e de desinvestimentos, efeitos parcialmente compensados pelo ramp-up da P-71, no campo de Itapu, e pelo início de produção dos FPSOs Almirante Barroso, no campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos e Anna Nery, no campo de Marlim, além de novos poços de projetos complementares, na Bacia de Campos.

A produção no pré-sal, por sua vez, alcançou 1,708 milhão bpd (barris por dia) no 2T23, volume 6,2% acima do 2T22 e 0,4% superior ao 1T23.

Já a produção do pós-sal no 2T23 foi de 346 mil bpd, 20,3% inferior ao 2T22 e 9,7% abaixo do 1T23.

A produção no exterior foi de 35 Mboed (mil barris de óleo equivalente por dia), referente aos campos da Bolívia, Argentina e Estados Unidos, um recuo de 2,8% na comparação com 1T23 e de 5,4% na comparação anual.

Diesel e gasolina

Ebook Gratuito

Análise de Balanços

Cadastre-se e receba um ebook que explica o que todo investidor precisa saber sobre os resultados das empresas

O volume de vendas de derivados no 2T23 aumentou 1,5% em relação ao 1T23, principalmente por conta da gasolina, em razão da maior competitividade, e do GLP, pela sazonalidade de consumo. Comparadas ao 2T22 as vendas ficaram em linha, mesmo após a saída da REMAN.

De acordo com o relatório, as vendas de diesel foram de 721 Mbpd (mil barris por dia) no 2T23, uma redução de 3,8% em relação ao 2T22, mas alta de 0,8% frente ao 1T23.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A produção de diesel foi de 721 Mbpd entre abril e junho de 2023, uma elevação de 9,7% frente ao 1T23 e de 1,4% na comparação anual.

Já as vendas de gasolina foram de 434 Mbpd no 2T23, um aumento de 15,7% em relação ao 2T22 e de 4,8% frente ao 1T23.

A produção de gasolina teve alta de 7,4% na comparação com o 1T23 e de 4% na comparação com 2T22.

As vendas de óleo combustível no 2T23 registraram queda de 3% em relação ao 1T23 devido, principalmente, à redução no segmento marítimo, com o encerramento da temporada de cruzeiros em abril. No segmento industrial, por outro lado, houve aumento de vendas devido a maior competitividade frente às alternativas de suprimento dos clientes na região Norte.

No comparativo com o 2T22, houve crescimento de 7,1%, das vendas, principalmente devido a maior competitividade
da Petrobras frente à alternativa do cliente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A produção de óleo combustível aumentou 20,1% no 2T23 em relação ao 1T23, com consequente elevação da exportação.

Read Entire Article