PetroRio (PRIO3): BTG mantém recomendação de compra, apesar de vendas “fracas” em dezembro

1 year ago 105
Negócios
 BTG mantém recomendação de compra, apesar de vendas “fracas” em dezembroPetroRio (PRIO3): BTG mantém recomendação de compra, apesar de vendas "fracas" em dezembro. Foto: Divulgação

A Prio, antiga PetroRio (PRIO3), divulgou seus dados de produção e volumes de vendas para dezembro e o quarto trimestre. Mesmo com resultados adversos, os analistas do BTG Pactual aconselham “os investidores a não reagirem exageradamente às fracas vendas dezembro”.

A produção mensal do PetroRio recuou 6,7% para 45,4 mil barris por dia, ao mesmo passo que o número trimestral registrou uma média de 47,6 mil barris por dia (4% t/t) “devido a questões em dois de seus poços que interromperam a produção, mas que devem normalizar no 1T23”, comentam os analistas.

O BTG Pactual cita que “a produção de Frade também desapontou (-2% m/m). A produção consolidada também foi impactada pelo desinvestimento de Manati (efetivo a partir de 1º de dezembro)”.  

Os analistas consideram que as vendas registradas em dezembro foram “muito baixas”, em 321 mil barris no período.

Visão dos analistas sobre os resultados da PetroRio

Os analistas do BTG Pactual comentam que os dados operacionais mensais da PetroRio “nem sempre nos chamam a atenção, pois as operações da empresa são bastante previsíveis. Contudo, aconselhamos os investidores a não reagirem exageradamente às fracas vendas de dezembro”.

A PetroRio informou que os elevados custos de embarque em dezembro foram a grande razão para sua decisão de adiar as vendas para o 1T23. Isso porque o limite de preço do petróleo russo provocou um repentino aumento nos custos de frete, “o que pode realmente ter prejudicado os preços FOB realizados da Prio”.

Segundo a casa de análise, “Isso significa que os resultados do quarto trimestre ficarão abaixo de nossas expectativas iniciais, já que as vendas ficaram 47% abaixo do que estimávamos”.

“Entretanto, acreditamos que a decisão acima faz sentido e salientamos que não deve impactar a capacidade de criação de valor da Prio, pois esperamos que a carga de petróleo seja vendida no curto prazo”, citam os analistas.

De acordo com o BTG, a “a pequena queda na produção de dezembro reflete mais um contratempo no cluster Polvo TBMT, mas que não é motivo de preocupação”.

Recomendação para as ações da Prio

O BTG Pactual mantém a recomendação de compra para as ações da PetroRio, com preço-alvo de R$ 58,00.

Os analistas destacam continuarem compradores da PetroRio, observando “a tese de investimento oferecendo uma combinação rara de uma empresa desalavancada, pronta para crescer ainda mais (organicamente e inorganicamente), com um histórico comprovado e negociando a múltiplos baratos”.

Read Entire Article