Quais são as melhores práticas para negociação de ETFs para o trader

1 year ago 78

Os fundos negociados em bolsa (ETF) tradicionais combinam a negociação intradiária de ações com a diversificação de fundos mútuos para criar uma solução de investimento potencialmente de baixo custo que pode ser uma ferramenta poderosa na construção de portfólio. No entanto, mesmo os investidores mais experientes devem considerar vários fatores ao comprar e vender ETFs.

Um BTC não valia quase nada quando foi lançado em 2009, mas cada moeda vale o equivalente a dezenas de milhares de dólares hoje. A tecnologia blockchain que sustenta a moeda digital original gerou milhares de altcoins e aplicativos financeiros descentralizados ao longo do caminho, sendo o mais bem-sucedido o Ethereum Não é de admirar que tantos investidores queiram guardar seu dinheiro em Bitcoin.

Os fundos negociados em bolsa (ETFs) tornaram-se um dos tipos mais populares de investimentos hoje. Os ETFs são negociados tão facilmente quanto qualquer outra ação listada em uma bolsa. Quando se trata de ETFs, fatores de negociação aparentemente pequenos podem ter um grande impacto no investimento geral. Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a navegar no espaço ETF:

Use Ordens Limitadas

Use ordens de limite ao comprar ou vender ETFs. Embora arrisque a chance de não preencher seu pedido completo no momento da entrada do pedido, as ordens limitadas definem o preço desejado para o pedido e podem evitar muitas armadilhas de execução ruins. Especialmente verdadeiro para fundos mais novos, períodos de baixo volume ou durante ambientes de mercado voláteis, o uso de ordens limitadas para executar negociações ETF deve ser considerado o método preferido de entrada de ordens.

Considere o tipo de pedido

O tipo de ordem que um investidor coloca pode ter um grande impacto no custo.

Uma ordem de mercado – uma ordem para comprar ou vender imediatamente ao melhor preço disponível – pode levar a uma execução de negociação abaixo do ideal.

Uma ordem de limite, ou ordem de limite negociável, permite que os investidores definam o preço exato que estão dispostos a pagar ou receber por uma ação do ETF, mas não garante que a ordem completa será executada – ou executada se o mercado se mover. Este é geralmente considerado o tipo de ordem preferido para negociação de ETFs.

Investir em ETFs de Bitcoin

Investir em Bitcoin e outras criptomoedas requer algum trabalho extra além do que envolve investir em ações, títulos e similares. A maioria das corretoras tradicionais não oferece suporte à negociação de criptomoedas, portanto, uma conta precisa ser aberta com uma exchanges de cripto. Além disso, há a questão do armazenamento de criptomoedas, o que requer o uso de uma carteira criptográfica. Não é recomendado usar Exchange como carteira.

Uma solução para esses problemas é comprar um ETF de Bitcoin ou fundo que negocie em uma bolsa de valores para que seu investimento em Bitcoin possa ser mantido na mesma conta que suas outras ações e títulos de investimento tradicionais.

O que são ETFs de Bitcoin?

Os ETFs de Bitcoin são fundos negociados em uma bolsa de valores que tentam acompanhar o desempenho do Bitcoin. Quando você compra um ETF, não está comprando o investimento subjacente diretamente. Em vez disso, você está comprando ações de um fundo que investe ou tenta imitar o desempenho de um determinado título ou índice - Bitcoin neste caso.

Até o momento, não há ETFs que possam possuir Bitcoin diretamente. Isso ocorre porque a negociação de criptomoedas e outras moedas digitais ainda não é regulamentada pela Securities and Exchange Commission (SEC). Vários ETFs e empresas de investimento enviaram pedidos à SEC para lançar ETFs que compram Bitcoin diretamente (incluindo o Ark Invest de Cathie Wood), mas a aprovação de fundos criptográficos não parece estar no topo da agenda do regulador no momento.

Bitcoin x ETFs de Bitcoin

Por que comprar um Bitcoin ETF em vez de Bitcoin diretamente? Afinal, mesmo o melhor fundo não vai rastrear perfeitamente o preço da criptomoeda, pois há taxas incorporadas aos ETFs para pagar pelo gerenciamento.

Além de evitar a complexidade adicional de abrir uma conta em uma exchange de criptomoedas e armazenar Bitcoin com segurança, um grande motivo para optar por um ETF é que é mais fácil obter exposição de investimento em Bitcoin, sem ter que ficar 100% exposto aos humores do mercado e outro ponto é no caso de falecimento do dententor do ETF, é mais fácil para os herdeiros obterem acesso.

Para uma família regular, pode ser difícil para uma viúva por exemplo acessar Exchange, carteiras, obter códigos 2FA etc. Os ETFs são mais fáceis de serem arrolados em um inventário, ou testamento.

ETF de criptomoedas no Brasil

Conforme noticiou o Cointelegraph anteriormente, o ETF de criptomoedas da Hashdex é pioneiro no Brasil e no mundo. Somente na arrecadação inicial realizada em reservas de valores o fundo conseguiu arrecadar mais de R$ 450 milhões.

Segundo um levantamento da consultoria Economatica, realizado a pedido do CNN Brasil Business, comparando os fundos que oferecem exposição ao Bitcoin e as criptomoedas com os demais fundos multimercado do Brasil, o campeão em rentabilidade seria o Trend Cannabis FI Mult, da XP Allocation Asset Management.

LEIA MAIS

Read Entire Article