Qualicorp (QUAL3) anuncia mudanças na gestão e papéis disparam na B3

1 year ago 59

Uma série de mudanças na gestão da Qualicorp (QUAL3), anunciada na noite de segunda-feira (2), faz a ação da gestora de planos de saúde liderar as altas entre os papéis do Ibovespa nesta terça-feira (3). Por volta de 12h05, ações avançam 16%, a R$ 6,45, e chegaram a entrar em leilão às 11h.

O motivo é que a Rede D’Or (RDOR3), que detinha 25,85% de participação na empresa, contratou por seis anos a Prisma Capital para assumir a gestão de 19,85% do capital votante e total da Qualicorp, tornando o novo veículo um dos acionistas relevantes da companhia. Os 6% restantes ainda continuarão sob custódia da Rede, uma vez que essa participação é fruto de um acordo de acionistas firmado em 2019, referente a um non compete com o fundador e ex-acionista, José Seripieri Filho, segundo apurou a coluna Pipeline, do Valor.

De acordo com a Rede D’Or, a contratação da Prisma tem como objetivo “a realização de uma gestão profissional e discricionária, buscando os melhores interesses da companhia e da Qualicorp com objetivo de criação de valor de longo prazo”.

A partir do anúncio, a Qualicorp também informou a saída de indicados da Rede D’Or no conselho de administração e também do CEO da empresa. O então presidente do board, Heráclito Brito, e os conselheiros Mauro Sampaio e Martha Saavedra renunciaram ao posto. Entraram em seus lugares, os sócios da Prisma João Mendes e Rodrigo Pavan, além de Ricardo Saad, executivo com experiência no setor de seguros.

Muriclo Ramos Neto, então vice-presidente do conselho, passa a ser o chairman, com Roberto de Souza ocupando a vice-presidência. Ato contínuo, o board também elegeu Elton Carluci, executivo formado dentro da Qualicorp, para o cargo de CEO em substituição a Bruno Blatt, ligado à Rede D’Or.

O Credit Suisse avalia que a mudança minimiza o conflito de interesse entre Rede D’Or e Qualicorp depois que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a fusão entre a rede de hospitais com a SulAmérica. O acúmulo de funções da Rede D’Or dentro da cadeia era uma preocupação de concorrentes e de agentes de mercado.

Para o Itaú BBA, a contratação aprimora a governança corporativa da Qualicorp. O BBA tem recomendação outperform para a Rede D’Or, com preço-alvo de R$ 41 por ação. “Embora a  participação da Rede D’Or na Qualicorp seja mantida, acreditamos que a transferência da gestão para um terceiro é positiva, pois cria mais independência e potencializa a governança corporativa”, escreveu o banco.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Descubra por que a queda da Bolsa representa uma rara oportunidade e veja 6 ações incrivelmente baratas para comprar hoje

Read Entire Article