Sam Bankman-Fried deve se declarar inocente de fraude em audiência

1 year ago 88

O fundador e ex-CEO da exchange de criptomoedas FTX – que está em processo de recuperação judicial – deve se declarar inocente em audiência nesta semana. Sam Bankman-Fried (SBF) enfrenta acusações de arquitetar e liderar um grande golpe promovido por meio de sua exchange. Além disso, é acusado de má gestão dos fundos dos clientes, fraude eletrônica, entre outros crimes.

De acordo com uma reportagem do Wall Street Journal, fontes disseram que a expectativa é que Bankman-Fried se declare inocente de oito crimes na audiência no tribunal federal em Manhattan no dia 3 de janeiro.

Sam Bankman-Fried inocente?

A estratégia de declarar-se inocente é bastante usual em casos deste tipo, segundo especialistas. Essa jogada dá ao réu um pouco mais de tempo para explorar possíveis defesas legais e factuais. Além disso, uma declaração de inocência daria início a um processo de descoberta, deixando mais claro para a defesa de Bankman-Fried quais são as evidências que o governo tem contra ele.

Mas nada impede que, posteriormente, Bankman-Fried se declare culpado por algum ou por todos os crimes pelos quais enfrenta acusações. Se ele chegar a um acordo com as autoridades ou então constatar que é improvável que uma defesa seja bem-sucedida, ele pode voltar atrás e se declarar culpado para tentar atenuar a sentença.

Os outros réus no caso que investiga as ações de SBF à frente da FTX e da empresa irmã Alameda Research optaram pela declaração de culpa. Tanto Caroline Ellison, ex-presidente-executiva da Alameda, quanto Gary Wang, diretor-chefe de tecnologia da FTX, se declararam culpados das acusações de fraude. A partir disso, firmaram acordos de cooperação com os promotores.

Prisão de Sam Bankman-Fried

Conforme noticiou o CriptoFácil, autoridades policiais prenderam o fundador da FTX no dia 12 de dezembro de 2022 nas Bahamas por acusação de “fraude de proporções épicas”, que incluía o uso de fundos de clientes para apoiar a Alameda Research.

Bankman-Fried reconheceu falhas de gerenciamento de risco na FTX. No entanto, disse que não acredita que tenha responsabilidade criminal. Os pais do fundador da FTX pagaram uma fiança de US$ 250 milhões (R$ 1,3 bilhão) cerca de duas semanas após a prisão. Desde então, ele está na casa de sua família na Califórnia enquanto aguarda o julgamento.

A referida fiança foi o maior valor já pago antes de um julgamento. O valor superou até mesmo o caso do famoso fraudador Bernie Madoff, que recebeu um acordo de fiança de US$ 10 milhões em 2008.

Read Entire Article