Silvergate vende ativos com prejuízo após R$ 43 bilhões em saques, mas reafirma compromisso com cripto

1 year ago 88

O Silvergate, banco com foco em criptomoedas, teve que demitir 40% de sua força de trabalho, ou cerca de 200 pessoas, conforme informou a empresa nesta quinta-feira (05). A demissão em massa ocorreu em meio às inúmeras dificuldades financeiras que o banco vem enfrentando.

De acordo com uma reportagem do The Wall Street Journal, o banco enfrentou uma corrida bancária de US$ 8,1 bilhões (R$ 43,6 bilhões) durante o quarto trimestre de 2022. Por isso, precisou vender os seus ativos no prejuízo para lidar com os saques em massa.

Mais precisamente, o banco vendeu o equivalente a R$ 28 bilhões em títulos de dívida, incorrendo em uma perda de quase R$ 3,9 bilhões. Essa perda de US$ 718 milhões excede em muito os lucros totais do banco desde pelo menos 2013, segundo o banco.

Silvergate demite funcionários e limita negócios

A corrida por saques resultou do colapso da exchange de criptomoedas FTX, que entrou com pedido de recuperação judicial em novembro do ano passado. Segundo a reportagem, a FTX e outras empresas controladas por seu fundador, Sam Bankman-Fried, representavam cerca de US$ 1 bilhão dos depósitos do banco. Com a crise da exchange, as ações da Silvergate despencaram assim como os depósitos no banco.

De acordo com o Silvergate, os depósitos relacionados a criptomoedas representam cerca de 90% do total do banco. E o banco mantém quase todos os seus depósitos em dinheiro ou títulos fáceis de vender. Foi isso que permitiu que o banco conseguisse lidar com os saques em massa.

Além das demissões, o banco anunciou outras medidas como parte de seu processo de reestruturação. O Silvergate vai reduzir seus negócios, a começar pelo projeto de lançar uma moeda digital própria. Além disso, o banco cancelou a aquisição da tecnologia e dos ativos da Diem Association da Meta (FB).

Conforme noticiou o CriptoFácil, em fevereiro do ano passado, a Silvergate anunciou que iria adquirir a propriedade intelectual e outros ativos de tecnologia relacionados à rede Diem Payment. O negócio foi avaliado em US$ 196 milhões (R$ 1,05 bilhão).

Como resultado destes anúncios, as ações da Silvergate caíram 40% no início do pregão desta quinta-feira (05).

Banco Silvergate segue comprometido com criptomoedas

Apesar das notícias ruins, o banco disse que continua comprometido com as criptomoedas. Além disso, informou que tem recursos para lidar com um “período sustentado de transformação”.

No final do quarto trimestre, a Silvergate disse ter mais caixa disponível (US$ 4,6 bilhões), do que seus US$ 3,8 bilhões em depósitos remanescentes. E detinha outros US$ 5,6 bilhões em títulos de dívida, como títulos do Tesouro dos EUA, que poderiam ser vendidos rapidamente.

“Embora o Silvergate esteja tomando medidas decisivas para navegar no ambiente atual, sua missão não mudou”, disse o banco. “A Silvergate acredita na indústria de ativos digitais.”

Read Entire Article