US$ 16,8 mil: pela primeira vez o Bitcoin é negociado muito abaixo de uma linha de tendência chave

1 year ago 83

O Bitcoin (BTC) está sendo negociado agora mais abaixo de uma média móvel chave do que estava no fundo do crash do COVID-19 em março de 2020.

Em uma postagem publicada no Twitter em 4 de janeiro, o popular trader e analista Rekt Capital revelou o quão notável é o atual mercado de baixa do Bitcoin.

Média móvel de 200 semanas do preço do BTC está fora de alcance

O Bitcoin não apenas passou mais tempo abaixo de sua média móvel de 200 semanas (WMA) do que nunca, mas agora encontra-se em um nível muito mais baixo do que em qualquer outro momento de sua história.

Olhando para o gráfico semanal do par BTC/USD, Rekt Capital confirmou que, em 4 de janeiro, o BTC era negociado cerca de 37% abaixo da 200 WMA.

Isso, ele observou, representa um nível “mais profundo do que a retração de -31% em março de 2020”.

Os números fornecem uma leitura interessante sobre o mercado em baixa, que ainda não viu as retrações do preço do BTC em relação à sua máxima histórica rivalizarem com os fundos anteriores em termos percentuais.

Em março de 2020, o Bitcoin perdeu abruptamente 60% em questão de dias, quando os mercados reagiram à primeira onda de bloqueios em massa do Coronavírus.

Na época, no entanto, a maior criptomoeda do mercado passou menos de duas semanas abaixo dos 200 WMA - um claro contraste com 2022. O par BTC/USD perdeu a linha de tendência, que também figurou no mercado de baixa de 2018, em agosto do ano passado, e desde então têm falhado para recuperá-la.

Gráfico anotado BTC/USD. Fonte: Rekt Capital/ Twitter

S&P 500 enfrenta "ciclo de baixa até março"

A situação ainda pode piorar, no entanto.

Atualmente, os analistas estão apostando no primeiro trimestre, oferecendo mais um teste de determinação aos touros, mesmo que a ação de preço do BTC termine mais alta do que no momento.

Para o trader, investidor e empresário Bob Loukas, enquanto isso, os mercados correlacionados podem ver seu fundo macro no próximo trimestre.

Analisando o S&P 500 em prazos semanais, Loukas descreveu a queda do ano passado como incomparável em nível didático.

“Este foi o declínio mais claro do mercado de baixa de ações que eu já vi”, disse ele aos seus seguidores no Twitter.

“Atualmente, [o S&P 500] ainda aponta para quedas em um ciclo de baixa até março.”
Gráfico anotado S&P 500. Fonte: Bob Loukas/ Twitter

O Bitcoin teve um desempenho inferior às ações e ao ouro desde o colapso da FTX, informou o Cointelegraph, deixando a porta aberta para o que os otimistas esperam que seja um momento para "recuperar o atraso".

No final do mês passado, David Marcus, CEO e fundador da empresa Bitcoin Lightspark, previu que o "inverno cripto" duraria além de 2023 e até se estenderia além do próximo halving do Bitcoin.

As visões, pensamentos e opiniões expressas aqui são exclusivas dos autores e não necessariamente refletem ou representam as visões e opiniões do Cointelegraph.

LEIA MAIS

Read Entire Article