Vendas de ativos da FTX contestada pelo administrador dos EUA

1 year ago 58

Um administrador dos EUA apresentou uma objeção aos planos da FTX de vender suas unidades na Europa e no Japão, entre outros negócios

Vendas de ativos da FTX contestada pelo administrador dos EUA

Os planos da falida exchange cripto FTX de vender seus futuros de moeda digital e a exchange de derivativos LedgerX, entre outros negócios, foram contestados pelo administrador dos EUA em 7 de janeiro, de acordo com a Reuters.

De acordo com o processo, o administrador dos EUA, Andrew Vara, pediu uma investigação independente antes de qualquer venda, alegando que informações valiosas relacionadas à falência da exchange poderiam ser comprometidas. O documento afirma:

"A venda de causas de ação potencialmente valiosas contra diretores, executivos e funcionários dos Devedores, ou qualquer outra pessoa ou entidade, não deve ser permitida até que haja uma investigação completa e independente de todas as pessoas e entidades que possam ter estado envolvidas em qualquer prevaricação, negligência ou outra conduta passível de ação".

Em um esforço para recuperar os fundos perdidos dos clientes da exchange, a nova administração da FTX planejou vender suas unidades no Japão e na Europa , juntamente com a exchange de derivativos LedgerX e a plataforma de compensação de ações Embed. Em um processo de 15 de dezembro, os advogados que representam a FTX argumentaram que a venda desses negócios maximizaria o valor da FTX. 

Relacionado: os clientes da FTX querem mais informações sobre os planos da FTX para vender subsidiárias

Os advogados da FTX também estimam que uma eventual venda das unidades seria muito mais simples, já que foram adquiridas recentemente e operadas de forma independente da FTX. Os leilões do negócio estavam previstos para começar em fevereiro com a venda com a Embed, seguidos de outros três leilões em março.

A FTX Japan foi sujeita a suspensão de negócios e ordens de melhoria em novembro, em meio ao colapso de sua controladora. A FTX Europe também teve suas licenças e operações suspensas após um pedido da Comissão de Valores Mobiliários do Chipre, informou o Cointelegraph.

São mais de 110 interessados ​​na compra de uma ou mais das 134 empresas inscritas no processo de falência. A FTX já firmou 26 acordos de confidencialidade com contrapartes.

O fundador e ex-CEO da FTX, Sam Bankman-Fried, se declarou inocente de todas as acusações criminais relacionadas ao colapso da exchange de criptomoedas em 3 de janeiro, incluindo fraude eletrônica, fraude de valores mobiliários e violações de financiamento de campanha.

LEIA MAIS

Read Entire Article