Visa acredita que criptomoedas e Web3 são parte do futuro digital

1 year ago 77

A gigante de pagamentos, Visa (NYSE: V), revelou o que acredita ser as cinco principais tendências de pagamentos para o futuro a partir de 2023, incluindo em suas previsões para Web3, o uso de NFTs e criptomoedas.

O material divulgado à imprensa, nesta quarta-feira (4), tem como base o Fintech Nexus LatAm 2022. O evento ocorreu em Miami nos dias 13 e 14 de dezembro.

O estudo revela as cinco tendências globais relativas ao futuro da movimentação de fundos que devem mudar os espaços de pagamento e comércio.

A previsão é que nos próximos 5 a 7 anos o mundo verá impactos na dinâmica das transações bancárias, das compras e da movimentação de fundos na era digital de rápidas transformações.

Criptomoedas e Web3 mencionadas entre as cinco tendências para o futuro dos pagamentos, segundo a Visa

De acordo com a Visa, a primeira grande tendência para pagamentos está na interoperabilidade. A palavra carrega o segredo para experiências de movimentação de fundos flexíveis e perfeitamente integradas.

No futuro, por exemplo, as criptomoedas, CBDCs, meios de pagamentos de Big Techs, entre outras soluções digitais, devem estar disponíveis para a população de forma fácil, sob risco de perderem espaço.

A segunda tendência revelada envolve o uso de uma identidade digital. A tecnologia será certamente impulsionada por dados abertos e reduzirá a necessidade de termos terceiros para haver confiança no ecossistema. Assim, tende a criar oportunidades para pagamentos mais seguros.

Em terceiro lugar, a Visa acredita que a preponderância de dados deve influenciar nos futuros meios de pagamentos. Com isso, marcas poderão criar ofertas personalizadas, enquanto conhecem os dados de consumo dos clientes.

Na penúltima tendência, o estudo indicou que a Web3, Metaverso e outras tecnologias inovadoras habilitarão novas formas de troca de valor. Isso porque, com o aumento de experiências digitais imersivas e experiências de comércio de produtos digitais já são uma realidade.

Por fim, novos modelos de negócios devem dar maior autonomia financeira a novos segmentos. Para a Visa, empresas que fornecerem pagamentos digitais modernos devem se destacar no cenário.

O ano de 2023 se apresenta com uma realidade em que o "dinheiro assume novas formas", diz executiva da Visa

Em pesquisa conduzida pelo Centro de Inovação da Visa na América Latina e Caribe, foram analisadas mais de 100 tendencias macroeconômicas, geopolíticas, comportamentais e tecnológicas e entrevistas com especialistas.

Para Romina Seltzer, head de Produto e Inovação da Visa América Latina e Caribe, o estudo da empresa buscou identificar o futuro do dinheiro, pagamentos e segurança.

"Com a chegada de 2023, o mundo se aproxima de um ponto de inflexão em que dinheiro, pagamentos e segurança assumem novas formas -- formas que mudarão decisivamente a natureza do comércio e das finanças e terão grandes implicações para consumidores, empresas, bancos e governos do mundo todo. As cinco tendências apresentadas hoje apontam para um ecossistema de troca de valor mais fluido, invisível e aberto que realmente liberará o poder do dinheiro digital para a sociedade e os humanos."

Em nota ao Livecoins, Vanesa Meyer, head de Inovação da Visa para as Américas, lembrou que as previsões para 2023 fazem parte de um ecossistema, parte do futuro do comércio digital.

"A Visa é líder mundial confiável em tecnologia de pagamento digital e, como tal, temos uma perspectiva ampla e exclusiva a respeito da evolução dos pagamentos. Estes cenários representam nosso roteiro para o futuro do comércio digital e da movimentação de fundos. Todas estas tendências estão interligadas e fazem parte de um ecossistema de possibilidades no qual a alteração de um único elemento afeta toda a rede. As tendências identificadas representam forças motrizes que, em nossa opinião, determinarão os rumos do mundo da inovação de pagamentos nos próximos anos."

Read Entire Article